Nos últimos 10 anos o crescimento da população, e os incentivos do governo em habitação e infraestrutura deram a muitas famílias a chance para conseguir uma casa própria, isso aqueceu o número de arquitetos recém formados no Brasil.

Dai a “crise” chegou e as vendas dos imóveis começaram a cair e muitos dos nossos colegas de trabalho acabaram sendo afetados…

Mas saiba que por mais díficil que esteja para encontrar o primeiro trabalho na área, existem vários arquitetos, inclusive recém formados, que estão se dando bem. Em setores como o de reformas para a classe C e D que tem crescido bastante ou em outras áreas da arquitetura que já mencionei neste vídeo aqui.

 

Então, qual caminho devo seguir?

Bom, quando se termina uma faculdade tão longa e difícil como è a de arquitetura é normal se sentir um pouco perdido. Faz parte da construção de uma carreira definir qual é o melhor caminho a seguir.

É também bastante difícil escolher entre virar empregado de uma empresa e aprender com ela, ou seguir o seu próprio caminho, empreender e correr os próprios riscos e consequentemente colher os frutos dos próprios acertos.

Por isso, antes de mais nada, você deve ter em mente  que deve seguir o caminho para qual você se sente mais preparado, onde você possa aprender e evoluir o seu lado profissional, te deixando feliz.

Veja também:  Dica de empreendedorismo de Arquitetura - Fique perto das pessoas certas

 

A importância do estágio!

Em toda a faculdade estágios são obrigatórios e te dão uma melhor noção do funcionamento de um projeto e de como lidar com os clientes.

Eles também podem ser muito importantes quando se é um  arquiteto recém formado e não se sabe que caminho seguir, já que  a partir deles você  ganha experiência que vai te permitir escolher qual o melhor caminho para você.

Tenha em mente que como um arquiteto recém formado, nem sempre você vai ter uma vivência muito relevante e podem te faltar certas habilidades que não apreendemos na faculdade, por exemplo, você nem sempre vai saber lidar com a gestão da obra para que os projetos saiam do papel perfeitos.

Neste caso o estágio pode refinar suas habilidades, além de ser uma ótima forma para que você possa definir o que você realmente gosta de fazer na área e o que vale a pena você seguir.

Durante o seu periodo de estágio se questione?

  • O que eu gosto de fazer durante minhas atividades?

  • Quais destas atividades eu me vejo fazendo todos os dias da minha vida?

  • Qual é a parte que eu mais domino e gosto no estágio?

Existem passos que são dados ainda dentro da própria faculdade e/ou no estágio, por exemplo, o arquiteto recém formado já pode ter construido um excelente networking.

Veja também:  O que preciso para começar a fazer Projetos de Arquitetura?

Se você se dedicou o bastante já sabe como e onde encontrar os melhores materiais, escritórios e profissionais da sua região que podem te apoiar e auxiliar de maneira justa e eficiente, o que pode facilitar o ínicio da sua carreira.

 

Demonstre a que veio!

Tenha em mente que um arquiteto recém formado precisa demonstrar ter know-how (saber como fazer), e para demonstrar isso você pode construir o seu portfolio. Saiba que mesmo sendo um  arquiteto recém formado você pode ter um portfolio de projetos e aproveitar os desenhos desenvolvidos durante o seu curso, por exemplo.

É importante ter a capacidade entender a diferença de uma planta humanizada bem feita, ou identificar os erros e acertos de um projeto executivo, o olhar e o senso crítico precisam estar treinados aos detalhes. Por isso, o estudo é sempre fundamental.

Uma boa maneira de fazer isso é treinando, desenhando a mão ou trabalhando no Sketchup não importa, o que vai fazer a diferença na hora de conquistar o seu cliente ou futuro patrão é o quanto seu projeto é visualmente bonito, financeiramente viável e estruturalmente seguro.

Todo o profissional precisa mostrar a que veio. Por isso, invista em seu marketing  pessoal e deixe os outros saberem o que você está fazendo, se você não tem cases reais crie os próprios (como já disse).

Tente sempre criar o seu próprio estilo e senso estético e mostrar como e com o que você gosta de trabalhar para despertar interesse nas pessoas, assim portas vão ir se abrindo no âmbito profissional e você estará pronto pra entrar nelas. Isso aqui vale muito se você decidir seguir pelo empreendedorismo…

Veja também:  Wood frame, o que é? Vantagens, desvantagens e características

Enfim, se você se vê pronto para empreender coloque o medo no bolso e vai! (só da uma paradinha antes para ler nosso artigo sobre Empreendedorismo na Arquitetura ..rsrs).

► QUER APRENDER MAIS?
► ACESSE:
➜ Cursos Completos: https://arquitetoleandroamaral.com/
➜ Instagram: https://arquitetoleandroamaral.com/instagram
➜ Facebook: https://arquitetoleandroamaral.com/facebook
➜ Youtube: https://arquitetoleandroamaral.com/youtube
➜ E-mail: [email protected]

Baixe gratuitamente os nossos materiais gratuitos:

BANNER-MATERIAIS-GRATUITOS