Dica de empreendedorismo na Arquitetura – Fique perto das pessoas certas

Tenho uma pergunta à você sobre empreendedorismo na Arquitetura.

Em qual nível você quer chegar na sua vida, você quer passar além do extraordinário ou você quer ver na mediocridade na média das outras pessoas para empreendedorismo na Arquitetura?

Só lembrando que eu tenho um link, disponível para você na descrição do vídeo, então é só você acessar-lo.

Bom você já ouviu aquela frase que dizia o seguinte:

“Você é a média das cinco pessoas das quais você mais convive”.

Se você não ouviu, pare e pense um pouquinho.

Faz sentido para você?

Influência das pessoas

Convivo com cinco pessoas mais ou menos todos os dias.

E sim eu sou muito parecido com eles, às vezes tenho os mesmos hábitos, os mesmos costumes.

Por isso gosto de dizer que as pessoas que se cerquem de pessoas corretas.

Quando você começar a andar com o pessoal que estuda empreendedorismo na Arquitetura, você vai pegar o gosto pela Arquitetura.

Tende à estudar mais Arquitetura, estudar os programas de renderização e ir atrás, impressionar mais clientes, enfim.

Você reúne-se com pessoas que fazem coisas erradas, tende a ser influenciado a fazer coisas erradas, por mais que às vezes você não queira.

Talvez algum dia ou outro você pode vir a fazer coisas erradas por meio em que você convive.

Faz sentido pra você?

Logo quando eu fui embora na minha cidade, fui estudar e fazer a empreendedorismo na Arquitetura, chegando lá eu já entrei em um trabalho fixo, um trabalho que sustentava.

Porém lá conheci um arquiteto e eu olhava os projetos dele, falava que queria aprender, é isso que eu quero fazer, é aqui que eu quero trabalhar, entender como é que ele faz os projetos.

Fui atrás desse arquiteto falei que trabalharia de graça, só me ensinasse e deixasse a trabalhar com ele.

No fim acabei sendo contratado.

 

Entrei no mundo em que queria

Quero lhe dizer com isso, eu queria estar no meio dele, eu queria estar no meio do grupo dele, eu queria estar no meio das pessoas que trabalhavam com ele.

Porque eu queria aprender e era isso que eu sonhava, não foi possível fazer Arquitetura.

Eu quero ser o melhor, então preciso estar naquele meio para aprender.

Quando eu fui trabalhar com ele, eu consegui aprender mais sobre empreendedorismo na Arquitetura, eu consegui aprender sobre é a maquete eletrônica aprender a desenhar.

Lá atrás foi quando aprendi à renderizar, enfim.

Depois de entrar nesse, mundo minha criatividade aumentou, minha percepção de projetos de Arquitetura de espaço aumentou.

Eu quero também aproveitar para agradecer ao Ricardo Galego, o Arquiteto para a qual trabalhei, por ter aberto as portas, porque naquele momento eu queria estar naquele meio e aconteceu.

Depois que eu já estava fixo, me ofereceram um emprego em outro lugar pra ganhar duas vezes mais o que eu ganhava nesse escritório de arquitetura.

Duas vezes mais, nós pensamos pelo dinheiro,.

“Poxa vou ganhar o dobro, com quem eu posso fazer isso ou aquilo”.

Porém comecei a pensar:

“Olha não vou fazer o que eu gosto, irei fazer no caso os projetos elétricos,  iria sair da área de empreendedorismo na Arquitetura, vou sair da área que eu gosto, o ambiente não é assim tanto o meu tipo,

eu vou conviver com algumas pessoas também assim que não é o meu tipo e eu

não quero estar naquele mundo”.

Minha escolha

Então eu escolhi a não fazer parte daquele grupo, preferi ficar onde estava, que era o grupo que eu queria estar, mas eu estava aprendendo, ganhando menos, porém eu estava aprendendo sobre empreendedorismo na Arquitetura.

E pergunta que eu quero deixar pra você a seguinte:

“O que você tem feito por você?

Com quem você tem andado? Com quem você precisa andar para levar sua vida para

um nível acima do extraordinário?”

Bom é isso espero que você tenha gostado a gente se vê no próximo vídeo, um abraço e até mais.

É bem provável que se você aplicar os conhecimentos do vídeo, você terá mais facilidade de melhorar suas maquetes eletrônicas.

Vamos ao vídeo!

Caso você não saiba o que é o Vray, acesse:

/vray-o-que-e-o-que-significa-o-que-faz-o-vray/