Horas Vagas – O que eu faço?

O que eu costumo fazer nas minhas horas vagas?

Muito obrigado, Elderson Marcondes, por me listar  sua dúvida.

Só que antes de mais nada, quero dizer a você que está assistindo esse vídeo que tem um presente na descrição. Então é só você acessar, beleza?

Bom, que eu costumo fazer nas minhas horas vagas?

Olhe,  eu digo a você  depois que eu entrei no ritmo da faculdade não houve muito tempo de horas vagas.

Raramente  tinha horas vagas, e quando eu tinha aquele pouquinho de tempo,  estava me atualizando com a assinaturas periódicas  de revistas  ou  estava trabalhando.

Logo começou a parecer um fio de cabelo branco. Um tempo depois  nasceu meu filho e os fios brancos  aumentaram, enfim, eu estudava demais e trabalhava demais.

 

 

O que faço antes de dormir?

Nem sempre eu  consigo  relaxar  a cabeça para dormir.

Portanto, eu deito e fico  pensando na rotina do dia a dia, nos projetos para o  meu futuro. 

Nesse ano de 2019,  fiz um propósito:  melhorar a qualidade da minha vida.

E melhorar a qualidade do meu sono, porque estava trabalhando demais.

Comecei a dedicar mais tempo para alguns pontos importantes da minha vida, como  descansar o corpo e a mente, assim como  cuidar mais da minha família.

Minhas horas vagas

Às vezes eu trabalho até um pouco mais das 18h, no máximo até às 20h e então estou liberado. Quero dizer liberado para dar  atenção a minha família e também a leitura de vários gêneros literários. 

Aliás,  gosto muito de ler, inclusive, estou  lendo “Pais brilhantes, professores fascinantes” do Augusto Cury  e estou gostando demais.

Portanto, acho que é um livro muito bom pra quem tem filho menores.  Está na minha  lista, para a ler “Quem Pensa Enriquece” do Napoleon Hill e  “A outra face de Jesus”, um excelente livro para quem é Cristão e para quem se identifica com Jesus Cristo. Recomendo essa leitura , vale muito a pena!

Também curto um bom seriado, acho que quando a gente começa a dar risada, a gente começa a se  distrair e  começamos a perceber mais  na vida.

Não adianta a gente querer ficar só estudando, estudando e estudando, feito um louco, se bem que o curso de Arquitetura faz isso com a gente, pelo menos eu acostumei a estudar num ritmo frenético.

Aproveitar o tempo

Agora estou reduzindo esse ritmo acelerado que entrei por necessidade e pelo desejo de concretizar minha graduação, estou curtindo mais a vida.

Assim, dedico a minha família, a gente sai para visitar amigos e  parentes. Saímos também para dar uma volta na cidade,  aliás, não se tem muito o  que fazer por aqui. Levamos o bebê para andar de “motoquinha” pelas calçadas da cidade.

Portanto, vou dormir  no máximo às 22h, para acordar por volta das 07h, quero manter esse ritmo daqui para frente.

Então, espero que você tenha gostado desse vídeo, é um pouco da minha vida particular e do  que eu gosto de fazer.

Nos veremos em um próximo momento, um abraço e até mais!

Acesse:

 

Caso você não saiba o que é o Vray, acesse:

https://arquitetoleandroamaral.com/vray-o-que-e-o-que-significa-o-que-faz-o-vray/