Aterramento Elétrico Residencial: Tudo o que você precisa saber

Hoje falaremos sobre o sistema de aterramento elétrico residencial. Ele é fundamental e obrigatório para todas as instalações, sejam residenciais, prediais ou industriais. Ainda existem profissionais que possuem dúvidas de como fazer um aterramento correto, portanto vamos te ajudar a dominar melhor esse assunto.

O que é o aterramento residencial elétrico?

O sistema de aterramento é uma haste cravada na terra conectada a um fio, geralmente de cor verde e amarela, que percorre toda a casa. Tendo como objetivo diminuir a variação de tensão de uma rede elétrica, eliminar as fugas de energia e proteger os usuários de um possível choque elétrico.

A terra é um conector que possui valor igual a zero volt absoluto, ou seja, seu valor não se altera. Dessa forma, ele é o responsável por eliminar a sujeira elétrica dos componentes, pois toda carga eletrostática acumulada neles é descarregada para a terra (por isso o nome aterramento).

Aterramento residencial elétrico

Veja também: https://arquitetoleandroamaral.com/eletrica-residencial/

Tipos de aterramento:

Existem vários tipos de aterramento de acordo com a norma NBR-5410. Veja 6 tipos:

Tipo TN

O tipo TN possui um ponto da alimentação diretamente aterrado, sendo as massas ligadas a esse ponto através de condutores de proteção. Este tipo possui três variantes de acordo com a disposição do condutor neutro e do condutor de proteção, que são:

Tipo TN-C

O tipo TN-C tem as funções de neutro e de proteção combinadas em um único condutor em toda a instalação, este tipo mesmo sendo normalizado não é indicado em certas instalações, uma vez que a terra e o neutro são constituídos pelo mesmo condutor.

Veja também:  Quando iniciar o Projeto Elétrico

Tipo TN-S

O tipo TN-S tem o condutor neutro e o condutor de proteção distintos, sendo o neutro aterrado logo na entrada e levado até a carga, em paralelo um outro condutor PE é utilizado como terra e é conectado à carcaça dos equipamentos.

Tipo TN-C-S

O tipo TN-C-S tem a sua função de condutor neutro e de proteção combinadas em um único condutor e em uma parte da instalação.

Tipo TT

O Tipo TT possui um ponto da alimentação diretamente aterrado, estando as massas da instalação ligadas a um eletrodo de aterramento distinto do eletrodo de aterramento da fonte, ou seja, os equipamentos são aterrados com uma haste própria, diferente da usada para o neutro.

Tipo IT

O tipo IT é parecido com o TT, porém o aterramento da fonte é realizado através de uma impedância com um valor elevado. Com isso, limita-se a corrente de modo a não permitir que a primeira falta desligue o sistema.

Importância do aterramento

Veja agora algumas das principais razões pelas quais o aterramento é tão importante.

  • Proteção contra sobrecarga elétrica;
  • Estabiliza níveis de tensão;
  • Terra é o melhor condutor;
  • Evita danos, lesões e morte.

Dicas para o uso correto do aterramento residencial

  • Siga a norma da ABNT 15749;
  • Não faça sistemas de aterramento isolados, você deve unir todos os seus sistemas de aterramento em um sistema interligado;
  • Não utilize tubulação de água, aço para construção, vergalhões de aço na fundação do edifício ou tubos de gás como um eletrodo de aterramento. Você deve ter um sistema de eletrodo de cobre de aterramento dedicado que é projetado para lidar com as falhas prováveis;
  • Não esqueça de equalizar a tubulação de água, aço para construção, vergalhões de aço na fundação do edifício, tubos de gás, hidrantes no mesmo potencial elétrico;
  • Inspecionar, manter e organizar reparos de fios;
  • Faça medição de aterramento dos equipamentos.

Pino Terra em Tomadas

Você já notou que geralmente o plug que equipamentos à tomada possuem três pinos? Pois bem, o terceiro pino é chamado de “terra” e, muitas vezes, é retirado pelas pessoas para que o plug encaixe em tomadas mais simples.

Tomadas: Tudo que você precisa saber

Tomadas: Tudo que você precisa saber – https://www.casaemobra.com.br/

Verifique as tomadas e os plugs de conexão para ter certeza que está tudo em ordem. Caso sua casa não possua um sistema de aterramento, procure um eletricista predial para efetuar a instalação.

Veja também:  Como calcular a Iluminação dos Ambientes: 2 Formas e Planilha

O aterramento residencial elétrico pode ter sido inicialmente considerado apenas como uma medida de segurança, com os avanços de hoje em eletrônica e tecnologia, aterramento elétrico tornou-se uma parte essencial do sistema de fornecimento de energia elétrica. Televisores, fornos, microondas, computadores, lâmpadas fluorescentes e muitos outros dispositivos elétricos, podem ser danificados caso não possuam aterramento correto.

O aterramento adequado não só pode remover os riscos, mas pode até mesmo fazer dispositivos de proteção contra surtos funcionar melhor.

Veja também: https://arquitetoleandroamaral.com/tipos-de-disjuntores/

Curso Online de Projeto Elétrico

Aprenda desenhar Projetos Elétricos Completos, do início ao fim, de modo rápido e fácil, alcance reconhecimento e seja bem pago por isso.

Aprenda em até 7 dias, economize tempo e dinheiro, capacite-se para o mercado de trabalho com nosso Método exclusivo passo a passo do básico ao avançado, mesmo que você nunca tenha desenhado um projeto elétrico na sua vida.

Conheça: https://arquitetoleandroamaral.com/curso-de-projeto-eletrico/

Perguntas frequentes

Qual é o melhor sistema de aterramento?

O melhor sistema de aterramento é o TT com neutro aterrado, pois ele possui um ponto da alimentação diretamente aterrado, estando as massas da instalação ligadas a um eletrodo de aterramento distinto do eletrodo de aterramento da fonte, ou seja, os equipamentos são aterrados com uma haste própria, diferente da usada para o neutro.

Qual NBR fala sobre aterramento?

A NBR que fala sobre aterramento é a NBR 5410, sendo totalmente especifica sobre aterramento elétrico de baixa tensão.

Qual a diferença entre a NBR 5410 e NBR 14039?

A diferença entre a NBR 5410 e NBR 14039 é que a NBR 5410 especifica somente sobre instalações elétricas de baixa tensão enquanto a NBR 14039 se trata sobre instalações elétricas em média tensão. As instalações elétricas de baixa tensão devem possuir menos de 1000 volts, e as de média tensão devem possuir uma tensão entre 1000 volts e 34,6 volts em tensão alternada.

Veja também:  Tipos de Interruptores: Conheça os 5 mais Usados

Qual tipo de aterramento mais utilizado no Brasil?

O tipo de aterramento mais utilizado no Brasil é o TN, pois ele possui um ponto da alimentação diretamente aterrado, sendo as massas ligadas a esse ponto através de condutores de proteção.

O que é Equipotencialização de terra?

A equipotencialização da terra é uma forma de proteção que evita que em casos de falhas um equipamento elétrico cause choque elétrico aos usuários.

O que é aterramento temporário Engehall?

O aterramento temporário Engegall é uma forma de aterramento que liga a rede condutora de energia elétrica com a terra, utilizando cabos para direcionar a corrente elétrica para a terra.

Qual é o fio neutro da tomada?

O fio neutro da tomada é o ponto a esquerda, enquanto o ponto central é o cabo terra e o da direita o condutor fase.

Qual o aterramento mais eficaz?

O aterramento mais eficaz é o TT com neutro aterrado, pois ele possui um ponto da alimentação diretamente aterrado, estando as massas da instalação ligadas a um eletrodo de aterramento distinto do eletrodo de aterramento da fonte, ou seja, os equipamentos são aterrados com uma haste própria, diferente da usada para o neutro.

Conclusão

Nesse artigo falamos um pouco sobre o aterramento residencial elétrico, o que é, seus tipos, sua importância a segurança da sua rede elétrica. Deixe seu comentário abaixo. Abraços.