Arquitetura minimalista: Tudo o que você precisa saber

Você já conhece a Arquitetura Minimalista? Esta Arquitetura que valoriza o vazio dos espaços, a simplicidade e a limpeza estética vem se tornado um dos estilos favoritos de grandes arquitetos e pedida por muitos clientes, no artigo de hoje veremos que o minimalismo é muito mais do que um estilo que inserimos na arquitetura ou nos interiores de casas e escritórios.

Arquitetura minimalista: Tudo o que você precisa saber

Arquitetura minimalista: O que é?

A arquitetura minimalista é responsável por dar uma nova perspectiva para observadores pertencentes a um mundo repleto de poluição visual. Com objetivos aparentemente simples, se basear no “menos é mais” e produzir um projeto excelente não é nada fácil. Utilizando somente elementos essenciais com o objetivo de conceber um trabalho elegante e simples, requer muita habilidade.

Nas últimas décadas a Arquitetura minimalista tem sido uma das maiores tendências mundiais. Utilizando poucos itens de decoração, móveis com design simples e anguloso, artigos geométricos, cores neutras e a valorização da tecnologia e modernidade são um dos fundamentos que descrevem um dos estilos mais conhecidos do mundo.

Com a redução de elementos nos projetos, acaba-se exaltando pequenos detalhes que talvez antes não seriam percebidos, tornando estes ambientes minimalistas em locais glamorosos e práticos. Além de ser uma questão estética, este estilo é uma forma de manifestação dos moradores da casa e de todos os responsáveis pela criação do projeto, como arquitetos, engenheiros e designers.

Arquitetura minimalista: O que é?

Arquitetura minimalista: História

A Arquitetura minimalista vem do movimento de minimalismo criado no século XX, o minimalismo não se restringe somente a arquitetura, também podemos encontrá-lo na arte e design. Para boa parte dos adeptos do estilo, o minimalismo é um estilo de vida, fazendo com que repense suas compras e consumos exagerados.

A arquitetura minimalista teve forte influência nos movimentos de cubismo de De Stijl e Bauhaus em 1920. De Stijl significa estilo, algo que desse um foco maior a simplicidade e o abstrato. Focando em representar nomes como o de Theo Van Doesburg e Gerrit Rietveld, o Stijl enaltece formas e cores básicas, aplicando estes princípios na Arquitetura, criando uma filosofia baseada em:

  • Cores primárias;
  • Planos retilíneos ;
  • Formas geométricas;
  • Purismo.
Veja também:  Contrato de Arquitetura: Modelos e 6 Dicas certeiras

O movimento Bauhaus surgiu em uma escola de arte na Alemanha, com o intuito de escalar a produção e inserir a tecnologia nas artes.

A filosofia de Bauhaus se assemelhava com a de Stijl, já que sua base era de:

  • Formas reduzidas;
  • Funcionalismo;
  • Simplicidade;
  • Inovação no uso de materiais, como madeira, aço e vidro.

Mas foi somente em 1947 que o estilo minimalista foi resumido pelo arquiteto Ludwig Mies Van Der Rohe em sua clássica citação “Less is more” ou traduzindo para o português “menos é mais”. Esta expressão que ainda é muito presente nos dias atuais faz referências à utilização de formas geométricas simples e a evolução de projetos compostos de vidro e aço.

Além da forte influência de Bauhaus e De Stijl, a Arquitetura minimalista teve uma forte ligação com a arquitetura tradicional japonesa. A arquitetura tradicional no Japão tem o objetivo de remover toda superficialidade e valorizar a essência de cada elemento presente em um projeto.

Arquitetura minimalista: História

Arquitetura minimalista: Termo

O termo minimalismo é bastante utilizado atualmente, vemos presente desde coleções de moda até identidades visuais e logotipos, onde o estilo principal é o minimalismo. Em qualquer vertente do uso do estilo, o objetivo é o mesmo, não causar poluição visual e utilizar somente o necessário para se passar uma mensagem ou um sentimento.

Estes detalhes que transformaram este termo em algo tão conhecido, você também pode conhecê-lo como estilo limpo ou clean. A busca pela harmonia e equilíbrio são as mesmas e sempre estarão presentes em todas as obras correlacionadas ao estilo minimalista.

Arquitetura minimalista: Aplicações

As aplicações do minimalismo na Arquitetura podem ser feitas utilizando características minimalistas, representantes do neoplasticismo, conceitos simples e puros, como grandes painéis assimétricos, formas rígidas e geométricas e sendo composta por cores primárias, com foco no preto e branco.

Muitos arquitetos e engenheiros utilizam o estilo para projetar casas e edifícios com formatos simplistas em que os ângulos e as formas geométricas transformam as vidrarias e superfícies espelhadas em elementos modernos e sofisticados. A combinação de revestimentos e acabamentos, como madeira, concreto e metal, dá o toque final para a estética das construções minimalistas. A natureza também pode ser inclusa nestes projetos.

Arquitetura minimalista: Aplicações

Arquitetura minimalista: Decoração de interiores

A decoração de interiores minimalista é bastante elegante e refinada, isto porque é utilizado materiais de boa qualidade e que potenciam os detalhes. Em quase todos os projetos, a cor predominante é a cor branca, havendo alterações para outros tons claros como o bege ou off-white, até os móveis têm essas cores dominantes.

Veja também:  Veja as 45 Melhores Plantas para decorar seu Jardim

Os tons mais escuros como marrom, cinza e preto são responsáveis por trazer pontos de luz na decoração. Isto para podermos trazer diferentes tons ao espaço, resultando em profundidade e aconchego. A madeira pode ser utilizada em vários tons, ela é muito importante para trazer detalhes mais rústicos ao projeto.

Alumínio, diferentes tipos de laca, vidro e cobre são outros materiais que podem trazer um brilho a mais para os projetos minimalistas, pois eles remetem à modernidade. Sempre busque combinar estes materiais em pequenos pontos ou de maior evidência, isto tornará o seu ambiente muito mais interessante.

Arquitetura minimalista: Decoração de interiores

Arquitetura minimalista: Obras e arquitetos

Em 1950 o estilo minimalista ganhou o mundo, em Nova York, muitas pessoas que eram contra o estilo de vida consumista e comercial dos Estados Unidos, começaram a transformar este estilo em uma tendência, que logo depois caiu nas graças de muitos arquitetos e acabou sendo responsável por sua notoriedade e fama. Os nomes mais representativos da Arquitetura e design minimalista são:

  • Ludwig Mies Van der Rohe
  • Frank Lloyd Wrght
  • Yasuhiro Yamashita
  • Philip Johnso
  • Eero Saarine
  • Ryue Nishizawa & Kazuyo Sejima
  • Tadao Ando
  • I. M. Pei
  • Jean Nouvel
  • John Pawson
  • Mario Botta
  • Shigeru Ban
  • David Chipperfield
  • Oscar Niemeyer
  • Alberto Campo Baeza, entre outros.

Acredito que você possa não conhecer muitos nomes nesta lista, mas o nome de Oscar Niemeyer com certeza você reconhece, já que podemos considerá-lo o arquiteto brasileiro mais famoso, por ter sido responsável por grandes obras arquitetônicas como a de Brasília.

Arquitetura minimalista: Obras e arquitetos

Arquitetura minimalista: Brasília

Arquitetura minimalista: Obras e arquitetos

Arquitetura minimalista: Universidade Monterrey

Arquitetura minimalista: Obras e arquitetos

Arquitetura Minimalista: Tate Modern

Arquitetura minimalista: Obras e arquitetos

Arquitetura minimalista: Pavilhão de Barcelona

Perguntas frequentes

Como fazer um casamento minimalista?

Para fazer um casamento minimalista basta seguir à risca o termo “menos é mais”, então utilize cores claras, poucos detalhes e enfeites mais leves para resultar em um casamento minimalista perfeito. O casamento minimalista tem caído na graça de muitos noivos, pois além de elegante é um estilo que acaba ajudando na economia do casório.

O que é um estilo de vida minimalista?

O estilo de vida minimalista acredita que a felicidade não está em bens materiais, por isso seus adeptos consomem ou compram somente o necessário para sua sobrevivência, o que acaba se tornando em uma ótima forma de se acumular patrimônio.

O que é decoração maximalista?

A decoração maximalista é um estilo onde elementos excêntricos como estampas, cores fortes e épocas diferentes se juntam para decorar um ambiente mais chamativo, tornando mais livre o momento de projetar estes espaços.

Veja também:  Como ler Projeto Estrutural: Guia passo a Passo

O que é o estilo boho?

O estilo boho é um aglomerado de influências, como hippie chic, cultura cigana, estilo oriental e a moda étnica. Suas marcas registradas são as flores em junção com peças de crochê, macramê e estampas étnicas.

Qual a diferença entre maximalismo e minimalismo?

A diferença entre maximalismo e minimalismo é que o maximalismo quer o máximo de informações e estampas em um ambiente, enquanto o minimalismo preza sempre pelo menos é mais.

Qual o documentário sobre o minimalismo?

O documentário sobre o minimalismo é Minimalism: A documentary about the important things. Se você é uma pessoa minimalista ou gostaria de saber mais sobre o assunto, este documentário da Netflix vai fazer com que você repense as suas compras. O documentário busca responder a pergunta menos é mais? Para buscar esta resposta vemos diferentes tipos de minimalismo e pessoas que adotaram este estilo de vida onde se consuma ou compre somente o necessário.

Quais os estilos de decoração?

Os estilos de decoração são:

  • Minimalista;
  • Escandinava;
  • Contemporâneo;
  • Clássico;
  • Industrial;
  • Futurista;
  • Campestre;
  • Vintage;
  • Boho
  • Montessoriano e etc.

Como saber se sou minimalista?

Para saber se você é uma pessoa minimalista, basta se atentar aos seguintes pontos como:

  • Ser alguém desapegado;
  • Comprar somente o necessário;
  • Entender que o que não é necessário para você, será para outras pessoas;
  • Liberdade em se desapegar do que não é mais útil em sua vida.