Gestão de Obras de Arquitetura: Guia Completo

Gestão de obras deixou de ser uma tarefa feita apenas por engenheiros. A proximidade e entendimento com os clientes e com o empreendimento faz com que arquitetos também assumam essa responsabilidade.

Isso aumenta a qualidade, controla os prazos e reduz os riscos do projeto arquitetônico sair da linha.

Mas o que um arquiteto precisa entender para fazer isso e ter sucesso ao final da obra? É isso que vamos ver aqui nesse artigo.

Gestão de obras: o que é?

Gestão de obras é o serviço de gerenciamento de obra que tem como objetivo garantir a correta execução da obra, evitar imprevistos e fazer as entregas sempre no prazo.

O gerenciamento de obra é uma tarefa complexa. O profissional que escolher trabalhar nessa área deve estar preparado para detectar problemas e lidar com imprevistos. Deve-se garantir o cumprimento de todas as diretrizes e metas da construção.

Veja também: Projeto executivo na arquitetura: o que é, o que deve conter e como criar

Objetivos do gerenciamento de obras

objetivos da gestao de obra

Objetivos do gerenciamento de obras

É importante estar atento aos detalhes da obra. Para te ajudar a ter todos os seus objetivos de qualidade, prazo, e custo atendidos, preparamos para você 5 coisas sobre gerenciamento de obras e porque elas são tão importantes.

Redução dos custos

Um dos maiores aliados para gerar economia é o gerenciamento de obras. Imprevistos acontecem, mas quando não temos um planejamento tudo pode ser pior.

Atrasos, bitributação, falta de profissionais, entre outras, são uns dos itens que podem encarecer a obra.

Prever imprevistos deve ser uma das qualidades do profissional que gerencia a obra, e o planejamento é o que auxilia nessa tarefa.

Estratégia produtiva

Cada atividade tem suas especificações de execução e o gerenciamento ajuda para que a execução de atividades atendam a todos os requisitos.

Esse planejamento é parte de uma estratégia produtiva para que todas as áreas da obra, como estruturas, instalações elétricas e hidráulicas sejam cumpridas seguindo uma sequência lógica.

O gerenciamento de obras antecipa problemas

Prever imprevistos deve ser uma das qualidades do profissional que gerencia a obra, e o planejamento é o que auxilia nessa tarefa. Ele auxilia para que qualquer problema que apareça, possa ser resolvido de forma eficaz.

Veja também:  Taxa de Ocupação: o que é, como calcular e normas

A previsão também possibilita que muitos desses problemas possam ser resolvidos antes mesmo do início da execução da obra, aumentando a produtividade.

Auxilia na fiel execução dos projetos

Tudo começa na contratação da mão de obra especializada. Depois, a coordenação dos contratados para garantir a execução correta e o cumprimentos dos prazos, tudo dentro do cronograma e orçamento.

É importante também garantir a execução fiel dos projetos, e mesmo que sejam feitas alterações, que elas não venham comprometer o projeto aprovado.

Controle do estoque de materiais

No gerenciamento também entra o planejamento de materiais. Através dele temos maior controle sobre o estoque de materiais. Isso gera economia.

Deve ser feita uma lista com todos os materiais necessários, todos os materiais comprados e acompanhamento dos usos dos materiais. Assim sabemos quando é preciso comprar mais algum item e garantir que não está havendo desperdício.

E como gerenciar obras?

Gerenciar uma obra exige bastante atenção à detalhes, são muitas áreas para gerir de uma só vez, como por exemplo:

  • Recursos pessoais;
  • Recursos materiais;
  • Tarefas que estão sendo executadas no canteiro;
  • Controle orçamentário;
  • Contratação de pessoas;
  • Equipamentos terceirizados;
  • Comunicação entre as áreas.

Esse trabalho pode ser feito todo por uma pessoa apenas, ou pode ser feito parcialmente, ficando certos pontos sob responsabilidade do engenheiro ou arquiteto e outros do cliente.

Gestão de obras: 5 dicas de Ouro para você ter um bom desempenho

Gestão de obras dicas

Dicas sobre gestão de obras

Dica 1: Elabore um cronograma físico – financeiro

Como já sabemos a gestão de uma obra tem muitas fases e um cronograma detalhado dos processos, gastos, prazos e pedidos pode facilitar (e muito) a gestão e execução da mesma.

Os maiores fatores de atraso nas obras são imprevistos que podem ocorrer, como falta de material, atrasos na entrega e falta de pessoal.

A elaboração de um cronograma pode prever tudo isso, e apontar soluções para cada problema que pode aparecer.

O cronograma se torna muito necessário, pois você estará lidando com várias pessoas ao mesmo tempo, de um lado terá seu cliente, que não quer atrasos, e do outro fornecedores que podem atrasar os prazos de entrega de materiais que no canteiro de obras são itens básicos para o trabalho.

A gestão desses pequenos processos pode resultar em uma obra com um andamento perfeito e entregue dentro do prazo estipulado. Por isso é muito importante que o arquiteto conheça todas as etapas do seu projeto.

No cronograma você detalha todos os processos e planeja os próximos assim prazos de entrega, tanto do andamento da obra como de materiais.

Você pode começar detalhando a assinatura do contrato, começo da implementação, as etapas a serem seguidas até a compra, prazos de entrega e pagamentos de materiais, não esqueça de incluir feriados e férias de funcionários, além de prever os dias chuva que  podem impossibilitar o trabalho em áreas externas.

Veja também:  Projeto de Paisagismo: O que é e Como fazer em 4 passos?

Dica 2: Planeje a estrutura

A organização é um aliado forte na gestão de qualquer obra, o planejamento do canteiro reduz os riscos aos funcionários e a perda de materiais, esse planejamento (principalmente em obras menores) é deixado de lado, mas estruturas como área de alimentação, banheiros e um local adequado para a estocagem de materiais são básicos e fazem com que a equipe se torne mais produtiva.

Dica 3: Comunique-se

O maior desafio na gestão de obras é se manter atualizado sobre o que acontece no canteiro de obras, então sempre mantenha uma relação próxima com o encarregado e fique de olho no que está acontecendo por lá.

Informações como falta de material e pessoal podem influenciar diretamente os prazos se não forem resolvidas imediatamente.

Dica 4: Mantenha uma planta com os encarregados no canteiro

Hoje qualquer projeto, de planta baixa ou 3D, só é completo com uma planta totalmente detalhada. Para isso são usados programas como o SketchUp, que possibilitam a visão de todo projeto, da planta baixa à visualização 3D.

Se quem trabalha no canteiro de obras conseguir captar bem o que será feito e visualizar o resultado final da obra, mais motivado ele estará para concluir o que está fazendo, entendendo o resultado da ação dele ele pode até ser mais assertivo, diminuindo as dúvidas relacionadas ao próximo passo que ele dará.

Dica 5: Tenha uma lista de parceiros

Ser bem atendido e conseguir com que o material seja entregue no prazo são fatores primordiais para assegurar a entrega da obra no prazo. Por isso, procure trabalhar com bons fornecedores!

Imprevistos podem acontecer e são um fator na gestão de obras que não conseguimos controlar, ter alguém com quem contar nessas horas é importantíssimo, então anote as experiências boas e as más use como lembretes importantes na hora que você mais precisar.

Isso tudo ajuda a garantir que a gestão de obras seja eficiente e reduz os seus custos com pesquisa e na compra de materiais, já que um cliente fiel geralmente ganha as vantagens de bons preços e ótimos prazos, além da prioridade nas entregas e solução de problemas.

Veja também: Projetos de casas: para que serve, como criar, programas e inspirações

Quais são os desafios do gestor de obras

desafios do gestor de obras

Quais são os desafios do gestor de obras

Gerir uma obra é um grande desafio. Um gestor deve ser capaz de garantir a comunicação de todas as áreas envolvidas na obra, como área administrativa, financeira, comercial e de produção. Buscar trabalhar para que a obra flua da melhor maneira possível.

Veja também:  Etapas de uma obra: como planejar, equipe e principais passos

Outro ponto importante é a segurança. É preciso estar atento às normas de segurança para garantir o bem estar das pessoas que estiverem trabalhando na execução da obra,  e também, para garantir a segurança dos futuros moradores.

Na gestão de uma obra, alguns dos fatores que precisam ser acompanhados de perto são:

  • Planejamento de obra;
  • Gestão de materiais;
  • Gestão de compras;
  • Gestão de mão de obra;
  • Gestão de estoques, etc.

Habilidades e responsabilidades necessárias para a gestão de obras

Habilidades e responsabilidades necessárias para a gestão de obras

Habilidades e responsabilidades necessárias para a gestão de obras

O gestor será responsável por diversas negociações diferentes. Por isso ele precisa ser uma pessoa segura que não hesita em investir em suas ideias. As principais responsabilidades de um gestor são:

  • Contratar e treinar a mão de obra;
  • Fazer a compra de materiais;
  • Coordenar as etapas de produção;
  • Controlar o orçamento;
  • Estar atento ao cronograma;
  • Delegar responsabilidades;
  • Supervisionar o cumprimento das tarefas.

Se um gestor cometer muitos erros, pode haver muitas perdas, danos financeiros e da qualidade da obra.

Saber como gerenciar obras é um desafio para o qual poucos estão preparados. Suas ações devem ser precisas, mas também flexíveis em certas questões.

A principais características que o gestor que controlará o andamento da obra deve ter são:

  • Organização;
  • Saber lidar com pessoas;
  • Ter conhecimentos amplos e multidisciplinares;
  • Ser experiente e bem treinado;
  • Capacidade para suportar situações difíceis (resiliência);
  • Saber aplicar as metodologias e ferramentas necessárias.

Conclusão

Portanto, para fazer uma excelente gestão de obra é preciso que você disponha de sólidos conhecimentos administrativos e técnicos.

Caso contrário, sua gestão e liderança não serão suficientes e nem ao menos receberão apoio das equipes para realização do seu trabalho.

Agora que você já sabe por onde começar, que tal colocar a mão na massa? Aproveite o campo dos comentários e nos conte quais são seus maiores desafios e dúvidas na hora de implementar e controlar um projeto, quem sabe nosso próximo artigo seja sobre o que você precisa.

Um abraço, até mais.