Arquitetura renascentista: Saiba mais

Você já conhece a Arquitetura renascentista? Se não conhece, não se preocupe, ela tem diversos outros nomes que veremos ao longo deste artigo, junto com as principais características e arquitetos do estilo, veja e se inspire com a síntese do classicismo e humanismo da arquitetura renascentista.

Arquitetura renascentista: Saiba mais

Queen’s House, 1616

Arquitetura renascentista: Como surgiu?

A Arquitetura renascentista surgiu no século XIV e se perpetuou até XVI, durante o período do Renascimento europeu. Criada pelo arquiteto Filippo Brunelleschi em Florença, seus fundamentos eram de proporção, simetria, regularidade e geometria. Sofrendo influência da arquitetura clássica, a renascentista serve de inspiração até hoje, com suas pilastras, cúpulas hemisféricas e colunas.

O Renascimento nasceu com o objetivo de dar mais liberdade para os artistas e arquitetos, que tinham como referência a arquitetura clássica e a arte greco-romana, vendo as construções antigas com outra percepção os artistas renascentistas queriam reinterpretar o passado com alguns elementos.

Os arquitetos renascentistas foram os que dedicaram seu tempo para realizar mais pesquisas, invenções e consequentemente inovações e aperfeiçoamentos técnicos, rompendo a arte arquitetônica em muitos fatores. A arquitetura renascentista é dividida em dois pilares, o humanismo e o classicismo.

O humanismo queria que o homem fosse o centro de tudo, sendo contra a igreja e arquitetura gótica, que haviam sido dominantes durante a Idade Média, enquanto que o classicismo queria manter o estilo clássico e a arquitetura grega e romana.

Arquitetura renascentista: Como surgiu?

Interior da cúpula de Santa Maria Del Fiore, Giorgio Vasari e Federico Zuccari

Arquitetura renascentista: Períodos

A arquitetura renascentista pode ser dividida em três períodos, que são:

  • Do século XIV até o início do século XV: Mantendo a influência classicista mas sem as referências teóricas, foram feitos alguns estudos da arquitetura clássica que resultaram em diferentes ornamentos e mais atenção com os detalhes;
  • Do século XV até o início do século XVI: Considera a Alto Renascença, dando destaque aos nomes Donato Bramante e Leon Battista Alberti;
  • Século XVI: Os estilos pessoais e características dos arquitetos começaram a ficar acima do classicismo, o que resultou no maneirismo, com grandes nomes como os de Michelangelo, Giulio Romano e Andrea Palladino.
Veja também:  Aprovação de Projeto de Prefeitura: 11 Documentos pedidos

No começo do renascimento, ele era quase exclusivo da Itália, o estilo Gótico e tardo-românico ainda imperavam no restante da Europa. Após dois séculos de existência o renascimento começou a ser difundido pela Europa, com isso podemos observar um estilo renascentista diferente em cada país, possuindo o mesmo estilo, porém com características diferentes.

Arquitetura renascentista: Períodos

Igreja de Santo Spirito, Brunelleschi

Arquitetura renascentista: Principais fatores

Mesmo existindo um tipo de arquitetura renascentista em cada lugar, algumas características em comum marcavam essas construções, como:

Cúpulas

As cúpulas foi um artifício muito utilizado por diversos arquitetos renascentistas, o primeiro que fez o uso de uma cúpula foi Brunelleschi, fazendo a Cúpula Basílica de Santa Maria del Fiore, logo em seguida veio Belmonte com a cúpula na Basílica de São Pedro.

Portas e janelas

A maioria das portas possuíam lintéis quadrados, os arcos podiam ser erguidos por um frontão ou segmentado. Os arcos estavam presentes em qualquer abertura que não possuísse porta e geralmente havia a presença de uma grande pedra para fins decorativos. As janelas eram emparelhadas e inseridas dentro de um arco semicircular.

Fachadas

A principal característica das fachadas renascentistas era a total simetria em torno do seu eixo vertical. A Catedral de Pienza foi uma das primeiras igrejas a fazer o uso de uma fachada renascentista, o projeto foi feito pelo arquiteto florentino Bernardo Gambarelli, também conhecido como Rossellino.

Veja também:  Como ganhar Dinheiro Rápido com Arquitetura: [2 FORMAS]

As fachadas das igrejas tinham um frontão na parte superior e suas pilastras eram organizadas entre os entablamentos e arcos, suas janelas e colunas haviam certa continuação rumo ao centro. Já as fachadas das casas eram erguidas por uma cornija, havendo certa repetição das aberturas em todos os andares, a porta central geralmente possuía uma pegada mais rústica ou uma varanda para convivência.

Paredes

A maioria das paredes renascentistas eram feitas de tijolos com pedra em alvenaria de acabamento de cantaria com ótimo acabamento utilizadas em zonas retas. As paredes eram rebocadas e recebiam um tratamento de lavagem de cal. Em ambientes mais sociais, as paredes recebiam decorações com afrescos.

Colunas e pilastras

Brunelleschi foi o primeiro a utilizar colunas e pilastras em um projeto da arquitetura renascentista, na Velha Sacristia. Utilizando características da arquitetura grega como inspiração, utilizando as 3 ordens arquitetônicas trabalhadas pelos gregos em sua arquitetura como a Dórica, Jônica e Coríntia.

Plantas

As plantas nas edificações renascentistas eram mais quadradas com aparência simétrica, como se sua proporção fosse baseada em módulos renascentistas.

Abóbadas e arcos

As abóbadas das construções renascentistas não possuíam vigas nem frisos, possuindo formatos semicirculares ou segmentares em plantas quadradas, muito diferente da abóbada da arquitetura gótica, onde era no formato retangular. Os arcos também possuíam o formato semicircular ou segmentado, constantemente utilizado em arcadas, tendo pilares como suporte e colunas com capitéis.

Arquitetura renascentista: Principais fatores

Tempietto, Bramante

Perguntas frequentes

Qual o principal arquiteto renascentista?

O principal arquiteto renascentista é Fillippo Brunelleschi, que também é considerado o pai da arquitetura renascentista.

Qual a função da matemática na arquitetura renascentista?

A função da matemática na arquitetura renascentista é de que a ocupação do espaço pelo edifício baseia-se em relações matemáticas estabelecidas de tal forma que o observador possa compreender a lei que o organiza, de qualquer ponto em que se coloque.

Veja também:  9 Etapas de um Projeto Arquitetônico para Seguir

É possível dividir a arquitetura renascentista em quantos períodos?

É possível dividir a arquitetura renascentista em três períodos, Trecento, Quattrocento e Cinquecento.

O que caracterizou a arte renascentista?

O que caracterizou a arte renascentista foi a busca por maior entendimento sobre a humanidade, mundo e natureza.

Qual era o objetivo da arte renascentista?

O objetivo da arte renascentista era de igualar a grandeza e excelência de suas artes com as da arte clássica.

Em que figura geométrica os arquitetos renascentistas se baseavam?

A figura geométrica que os artistas renascentistas se baseavam era o quadrado, pois ela se encaixava perfeitamente em qualquer proporção e seu resultado era de uma obra mais rústica, sendo utilizada na construção de igrejas e algumas outras obras não religiosas.

Quais foram as principais cidades no Renascimento italiano?

As principais cidades no renascimento italiano foram a cidade de Florença e a de Roma que assumiram a posição de destaque no Renascimento italiano.

Arquitetura renascentista: Perguntas frequentes

Villa Capra, Andrea Palladio