Arquitetura gótica: Tudo o que você precisa saber

Você já conhece a Arquitetura gótica? Um dos estilos arquitetônicos mais ricos em detalhes e que é um dos conceitos mais importantes que temos até hoje, sendo responsável por grandes construções. Saiba mais sobre este estilo que fez parte da história da Europa.

Arquitetura gótica: Tudo o que você precisa saber

Arquitetura gótica: Características

A arquitetura gótica foi responsável por caracterizar quase toda a Europa, sendo muito rica em detalhes, grandes arquitetos góticos construíram as maiores obras europeias. Muito conhecida como obra francesa, o estilo gótico surgiu no norte da Europa durante a Idade Média e durou do século V até XV.

Antes da arquitetura gótica se popularizar o estilo românico era o dominante, por conta das construções feitas na Roma antiga, onde as construções devem ser resistentes contra a invasão de seus inimigos. Após os períodos românicos e gótico, a arquitetura que imperou foi a Renascentista, que nasceu com o objetivo de dar mais liberdade para os artistas e arquitetos.

Marcando a história de todo o continente europeu, a arquitetura gótica foi responsável por firmar um novo tipo de construção utilizado pela maioria dos arquitetos, que acabaram auxiliando por inovar cada vez mais com este estilo, o que acabou se tornando um padrão quase obrigatório na Europa.

Se você, como eu, é um apreciador das abóbadas ogivais, saiba que elas foram resultadas da arquitetura gótica e com ela era possível termos ambientes mais amplos e muito mais altos, o que fazia com que todas as construções fossem enormes. Com a utilização das abóbadas, as construções eram muito mais fáceis de trabalhar e não eram necessárias colunas tão grandes e largas.

Como o catolicismo era muito forte na época, muitas construções como igrejas e catedrais, tivessem o estilo gótico muito presente em suas características, a maioria das plantas tinham o formato de um crucifixo e por conta disso a iluminação dos interiores era um dos pontos mais importantes, pois estes ambientes necessitavam de muita luz.

Veja também:  Projetos de Arquitetura: O necessário para começar

A Arquitetura gótica acabou se tornando em um símbolo religioso e influenciava o comportamento da sociedade e seus conhecimentos sobre construção, por isso é comum vermos prédios góticos que estão apontando para o céu, como se fossem superiores e dominantes.

Arquitetura gótica: Características

Arquitetura gótica: Exemplos

Não tem como falar de Arquitetura gótica sem citar os maiores exemplos de construções feitas na França, Alemanha e Itália, como:

Catedral de Santa Maria Del Fiore

A Catedral de Santa Maria Del Fiore ou Duomo de Florença começou a ser construída em 1296, com a supervisão do arquiteto Arnolfo di Cambio, em 1331 a tarefa de continuar a supervisão da obra para que ela atendesse aos requisitos de uma arquitetura gótica, foi passada para Giotto di Bondone e depois para Filippo Brunelleschi, que foi considerado o criador e maior arquiteto renascentista.

Sendo considerada uma das maiores igrejas da Itália, a Duomo de Florença teve sua inauguração em 25 de março de 1436, contando com mais de 153m de comprimento, 38m de largura e 114m de altura, com elementos como:

  • Portas de bronze em alto relevo;
  • Monumentos a figuras importantes como Brunelleschi, Dante e Giotto;
  • Vitrais formando imagens do velho e novo testamento;
  • Pinturas de Federico Zuccari e Giorgio Vasari;
  • Fachada formada com mosaico de pedras de mármore coloridas.

Arquitetura gótica: Exemplos

Catedral de Chartes

A Catedral de Chartes possui 34m de altura e 130m de comprimento, estando localizada no noroeste da França, na cidade de Chartes, a catedral é hoje um dos patrimônios mundiais da Unesco, mesmo passando por diversas reformas ao longo dos anos, ela não perdeu suas fortes características, sendo construída em cima de uma igreja antiga no ano de 1145 e resistindo a revolução francesa, em 1194 sofreu um incêndio que não resultou em muitos danos.

Sendo uma das primeiras a utilizar a elementos arcobotantes para sustentação de abóbodas e paredes, ela conta com outras características interessantes e que devemos dar destaque, como:

  • Conjunto formado por 76 vitrais;
  • Elementos que remetem ao antigo e novo testamento;
  • Fachadas como enormes rosáceas;
  • Labirinto todo feito de mármore branco e preto;
  • Diversas esculturas de madeira e pedra, desde miniaturas até grandes estátuas.
Veja também:  Como Projetar Calçadas: Tudo o que você precisa saber

Arquitetura gótica: Exemplos

Catedral de Colônia

Estando localizada na Alemanha, a Catedral de Colônia é um dos monumentos mais visitados do país, a catedral também é conhecida como Kolner Dom ou Igreja dos Santos Pedro e Maria. Sua obra começou em 1248 e só teve final 312 anos depois, em 1560.

Esta construção também resistiu à revolução francesa em 1790, servindo de estábulo para tropas. Em 1820 começou-se o processo de restauração comandado pelo movimento neogótico e em 1880 teve seu fim. Em 1996 a Catedral de Colônia foi reconhecida como patrimônio mundial da Unesco, por conta de seus 43m de altura, 145m de comprimento e 86m de largura, em conjunto com grandes elementos como:

  • Afrescos preciosas;
  • Vitrais retratando o velho testamento;
  • Câmara do tesouro, com relicários, manuscritos e instrumentos de atos religiosos;
  • 104 bancos feitos de carvalho esculpido;
  • Pinturas do séculos XIII e XIV;
  • Torres gêmeas com mais de 157m de altura;
  • Maior sarcófago já encontrado na Europa.

Arquitetura gótica: Exemplos

Catedral de Notre-Dame

Talvez a Catedral mais conhecida do mundo, a Catedral de Notre-Dame é a construção gótica mais visitada do mundo, isto parte por conta de sua localização, que fica no centro de Paris. Contemplando os olhares de quem vê, a catedral conta com 130m de comprimento, 48m de largura e 35m de altura. Sua criação foi feita a partir de uma ideia do rei Luís XVII e do bispo Maurice de Sully, como várias outras catedrais, ela foi construída em cima de outras igrejas que já existiam no local.

Sofrendo inúmeras reformas e restaurações ao longo dos anos, em 1847 as gárgulas que hoje é um símbolo da catedral, foram acrescentadas na fachada. A catedral foi parar no mundo dos cinemas, com o filme ” O corcunda de Notre-Dame, o que acabou exaltando ainda mais a construção e seus detalhes como:

  • Vitrais de rosáceas;
  • Estátuas e esculturas de mármore;
  • Instrumentos da igreja católica;
  • Diversos sinos que fazem parte da coleção da catedral.

Arquitetura gótica: Exemplos

Catedral de Amiens

A Catedral de Amiens é a maior construção gótica da França, contando com 43m de altura, 145m de comprimento e 70m de largura. Também conhecida como Partheon da arquitetura francesa, ela foi finalizada em 1152, mas devido a um forte incêndio, teve suas características comprometidas, até que em 1218 teve um trabalho de restauração, com a supervisão do arquiteto Eugène Viollet-le-Duc, também é considerada patrimônio mundial da Unesco, seus detalhes mais marcantes são:

  • Estátuas policromadas no interior;
  • Esculturas que representam santos católicos
  • Vitrais de rosáceas;
  • Diversos altares com coro no estilo rococó;
  • Alpendres na fachada oeste.
Veja também:  Tipos de tinta: 9 tipos para escolher

Arquitetura gótica: Exemplos

Perguntas frequentes

Quais as características da arte gótica?

As características da arte gótica são elevações verticais, religiosidade, dinamismo e simbolismo.

Quando surgiu a arquitetura gótica?

A arquitetura gótica surgiu no século X e durou até o século XV.

Quem criou a arquitetura gótica?

Quem criou a arquitetura gótica foram os arquitetos normandos, que eram arquitetos que desenvolveram estilos nas terras sob seu domínio.

Quais as inovações técnicas na arquitetura que deixaram as igrejas góticas mais altas?

As inovações técnicas na arquitetura que deixaram as igrejas góticas mais altas foram a abóbada cruzada e o arco em ponta.

Quais são as características do estilo gótico na escultura?

As características do estilo gótico na escultura foi o naturalismo, onde retratava-se figuras mais reais e com sentimentos,

O que são os vitrais góticos?

Os vitrais góticos são um tipo de vidraça composta por diversos pedaços de vidros coloridos que formam imagens que remetem a igreja e é um dos detalhes mais característicos do estilo gótico.

Quais os principais artistas góticos?

Os principais artistas góticos são o holandês Jan Van Eyck e o italiano Giotto di Bondone.