Arquitetura Neoclássica: Características e Modelos no Mundo

A arquitetura neoclássica, quando surgiu, trouxe mudanças nos padrões do barroco e do rococó, trouxe influência na arquitetura de vários países, onde até nos dias de hoje esse estilo vem sendo utilizado.

Assim como em todos os âmbitos da vida, onde ocorrem mudanças com o tempo, na arquitetura não é diferente, ela se desenvolve, se criam novos estilos, características são mudadas ou aperfeiçoadas. Vamos aprender mais sobre a arquitetura neoclássica?

O que é a Arquitetura Neoclássica?

A Arquitetura Neoclássica é um estilo arquitetônico que surgiu se contrapondo a outros estilos da época e expandiu ao longo do tempo, o que lhe proporcionou popularidade no mundo inteiro.

O que é a Arquitetura Neoclássica

A Arquitetura Neoclássica tem grande influência e continua tendo maestria no ponto de ser utilizada nos mais diversos tipos de projetos arquitetônicos até os dias de hoje, construindo e realizando em um olhar certo do moderno ao conceitual.

Com isso, é de suma importância que os Arquitetos tenham acesso a essa linguagem arquitetônica, ao estilo inovador e sobretudo saibam utilizá-la em seus projetos.

Contexto Histórico

A arquitetura neoclássica surgiu no fim do século XVIII e início do século XIX (aproximadamente entre 1755 e 1830) formada pelo estilo clássico e greco-Romano, trazendo leveza e simplicidade, logo após vários anos sendo utilizado o estilo barroco e rococó nas construções, que carregavam extravagância e exageros.

Arquitetura Neoclássica Contexto Histórico

Os princípios da arquitetura neoclássica se difundiram 100 anos antes do seu surgimento: entre 1640 e 1750, na Inglaterra principalmente, onde já havia detalhes do neoclassicismo junto ao estilo Barroco.

Temos exemplos de arquitetura que já se destacavam naquele período:

A Catedral de São Paulo

A Catedral de São Paulo

O Observatório Real de Greenwich

O Observatório Real de Greenwich

Desenvolvimento da Arquitetura Neoclássica

O desenvolvimento do estilo neoclássico foi no mesmo período em que ocorreu a Revolução Industrial (segundo estudiosos), sendo uma das motivações para que a arquitetura neoclássica se perdurasse até os dias de hoje, tornando-se um padrão de estilo utilizado na arquitetura em muitos países da América e da Europa. Sendo assim, se tornou um dos estilos mais conhecidos e usados nas construções atualmente no mundo.

Depois que a arquitetura neoclássica iniciou, quase todos os lugares na América Latina, Europa e Estados Unidos, tinham como padrão a arquitetura esse estilo em suas construções. Elas não tinham muitas particularidades do rococó e do barroco, pois a arquitetura neoclássica expressava os valores da burguesia que assumiria a sociedade europeia depois da Revolução Francesa.

Características da Arquitetura Neoclássica

Foi o retorno da ordem e racionalidade na antiguidade clássica, teve inspiração nas construções gregas e romanas. O Barroco trazia uma arquitetura mais extravagante, enquanto o Rococó era muito mais decorativo (elementos meramente ornamentais, comuns no barroco e no rococó, foram eliminados no classicismo, que preferia aqueles com funções práticas).

  • A grandeza da escala;
  • Pouca ornamentação;
  • A simplicidade das formas geométricas;
  • Frontões triangulares;
  • Materiais nobres: o uso de materiais como pedra, mármore e granito;
  • Proporção e simetria;
  • Plantas retangulares e simétricas;
  • Os detalhes romanos;
  • A preferência pelas paredes brancas;
  • Estilo similar: arquitetos que faziam construções neoclássicas, a maioria eram formados em universidades que tinham o ensino com um estilo uniforme;
  • Jardins com padrões geométricos;
  • O uso dramático das colunas;
  • Uso das colunas gregas: três tipos de colunas eram comuns na arquitetura grega – dórica, jônica e coríntia. A primeira é pesada e robusta. Já a segunda é esbelta e delicada. A coluna coríntia, por sua vez, possui desenho requintado. Nas construções do neoclássico é possível observá-las;
  • Colunas altas;
  • Retorno ao classicismo: os neoclássicos valorizavam elementos típicos da antiguidade clássica, como pórticos com colunas, cúpulas, fachadas retas;
  • Fachada com colunatas, rotundas, frontões e pórticos;
  • Telhados normalmente planos;
  • Autoridade: as construções demonstravam autoridade e poder;
  • As ordens gregas (especialmente as dóricas);
  • Presença de abóbada de berço ou de aresta no centro da construção;

A Arquitetura Neoclássica em vários lugares do Mundo

A arquitetura neoclássica originou-se na Europa e ditou uma tendência para outros países do mundo, ganhando repercussão, mudou estilo e criou-se originalidade em cada canto do mundo. Sua influência pode ser observada nos Estados Unidos, na Rússia e na América Latina, mantendo-se em alta e modificando pensamentos de grandes Arquitetos.

A Arquitetura Neoclássica conquistou seu espaço em países de primeiro mundo, França por sua vez, berço da Revolução Francesa tem obras magníficas no estilo neoclássico. Uma das mais conhecidas é o PANTEÃO DE PARIS, decorado com um pórtico de colunas em estilo coríntio, uma riqueza que enche os olhos.

PANTEÃO DE PARIS

Construído em Paris entre 1764 e 1790, localizado no Quartier Latin, próximo aos jardins de Luxemburgo.

O Panteão foi uma obra arquitetônica conhecida por ser o primeiro monumento com grande importância na capital da França. A construção foi iniciada por Jacques-Germain Soufflot e finalizada com o arquiteto francês Jean Baptiste Rondelet no ano de 1791.

Inicialmente foi construída como uma igreja para abrigar relíquias, porém, depois várias mudanças, acabou se tornando um mausoléu secular que contém os restos de cidadãos franceses famosos.

O Panteão de Paris é um grande exemplo de neoclassicismo, com uma fachada semelhante ao Panteão de Roma, é decorado com um pórtico de colunas em estilo coríntio.

Arquitetura Neoclássica no Brasil

É claro que essa tendência chegaria ao Brasil, com a família real portuguesa em 1816, veio um grupo chamado Missão Artística Francesa, este grupo estava disposto a trazer mudanças ao Brasil, a famosa cara nova, o grupo era composto por pintores, arquitetos, escultores, gravadores de peças, mecânicos, ferreiros e outros profissionais.

Neste grupo, estava o arquiteto Grandjean de Montigny, responsável pelo projeto da Academia Imperial das Belas Artes, inaugurado em 1826, no Rio de Janeiro.

Importante entendermos que o estilo neoclássico gerou entre o povo um novo modelo do olhar belo, muitos ficavam extasiados com as grandes construções, suas colunas, boleadas e convexas, sustentadas por finalizações torneadas. Construções essas que não trariam somente o belo, mas também proteção, conforto e principalmente demonstrava poder.

Obras neoclássicas no Brasil:

Pinacoteca de São Paulo (São Paulo)

Pinacoteca de São Paulo (São Paulo)

Prédio do Instituto Benjamin Constant

Prédio do Instituto Benjamin Constant

Arquitetura Neoclássica na França

Um dos países onde há mais obras que se destacam no estilo neoclássico é a França.

Obras neoclássicas na França:

Grande Teatro de Bordeaux

Grande Teatro de Bordeaux

Das obras que se destacam, o Grande Teatro de Bordeaux (Grand Théâtre), que foi construído em Bordéus, nos anos setenta do século XVIII, é um dos mais belos teatros franceses da época. Projetado por Victor Louis, é constituído por um bloco retangular, com uma fachada, o pórtico é formado por 12 colunas coríntias, acima das quais estão estátuas de musas e deusas da mitologia romana.

Já o palacete Petit Trianon conta com linhas simples, também típicas do neoclássico. Muitos teatros foram construídos em toda a França, inclusive em cidades pequenas, como Amiens e Besançon.

Arquitetura Neoclássica na Alemanha

Obras neoclássicas na Alemanha:

Carl Gotthard Langhans deu início em Berlim entre 1789 e 1793, a construção da Porta de Brandemburgo, à partir daí o neoclassicismo a arquitetura neoclássica foi introduzida na Alemanha, a obra tinha aspecto sóbrio e severo ao estilo dórico, o primeiro deste estilo, construído e inaugurado no início do século XVIII.

Mesmo sendo construído tendo base nas reconstruções do Propylaea de Atenas, Langhans teve uma versão mais autêntica do dórico romano, as colunas tinham bases, com espaçamentos de forma irregular em relação aos pavilhões laterais e figuram meias métopas nos limites do friso (os gregos pelo contrário, utilizavam na terminação do friso um tríglifo).

Porta de Brandemburgo

A Porta de Brandemburgo exerceu considerável influência sobre os seus contemporâneos, como por exemplo, a entrada do Downing College de Cambrige por William Wilkins ou o propileu de Chester Castle de Tomas Harrison, no Reino Unido.

Muitas obras importantes são de Friedrich Gilly. O arquiteto teve poucos trabalhos que foram construídos, mas em 1790 já havia preparado algumas obras muito marcantes: o projeto para o Teatro Nacional de Berlim e o monumento de Frederico, o Grande. Gilly tinha uma rejeição por parte da decoração e gostava dos volumes, características fortes das suas obras.

Arquitetura Neoclássica em Portugal

Obras neoclássicas em Portugal:

A arquitetura Neoclássica surgiu no último período do século XVIII em Portugal, equivalente ao período pombalino, estendendo até as primeiras décadas do século XIX. A primeira construção neoclassicista em Portugal, teve influência da Itália. A capela de São João Batista em Lisboa foi encomendada aos arquitetos Nicola Salvi e Luigi Vanvitelli pelo rei D. João V. em 1742.

Uma outra grande obra foi feita pelo arquiteto José da Costa e Silva, ele projetou o Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa, que foi construído em 1793, onde levou vários traços e características neoclássicas.

Arquitetura Neoclássica nos Estados Unidos

Obras da arquitetura neoclássica nos Estados Unidos:

O Capitólio

O neoclassicismo nos Estados Unidos, iniciou inspirando-se no neo-palladianismo inglês, no fim do século XVIII também houve grande expressão do revivalismo grego. Dois marcantes artistas desta época, foram Thomas Jefferson e Benjamin Latrobe.

Em 1771, o primeiro a construir neste estilo, a casa de Monticello, localizada em Virgínia, foi uma obra com algo inovador comparado às outras construções da época. Teve influência pela Maison Carrée de Nimes, entre 1785 e 1789, realizou o pouco original projeto, um dos principais exemplos da influência neoclássica nos Estados Unidos é o Capitólio, em Washington D.C. A cúpula, em especial, é uma parte que chama bastante atenção. O prédio foi construído para seguir os ideais arquitetônicos europeus.

Arquitetura Neoclássica na Itália

Obras neoclássicas na Itália:

No século XVIII, a arquitetura barroca antecedeu o estilo neoclássico na Itália. Por conta disto, o estilo neoclássico demorou a começar a ser usado nas construções do país e, mesmo quando isso aconteceu, alguns elementos do barroco foram mantidos.

Um exemplo é a Basília de São Francisco de Paula, em Nápoles, que tem na fachada um pórtico com seis colunas e dois pilares jônicos.

Igreja San Simeone Piccolo

Da mesma forma, a igreja San Simeone Piccolo, em Veneza, guarda características do neoclássico.

Igreja San Simeone Piccolo

Arquitetura Neoclássica na Rússia

Obras neoclássicas na Rússia:

Na Rússia, a propagação do mundo ocidental teve grande preeminência, principalmente em São Petersburgo. Cerca de 1760, encontrava-se ainda presente os estilos e gostos do rococó do italiano Bartolomeo Rastrelli (vide Palácio de Inverno), foi Catarina, a Grande a introduzir o neoclássico na capital, ela encomendou ao arquiteto francês Jean-Baptiste Michel Vallin de La Mothe alguns edifícios tais como a Academia de Artes da Rússia.

Academia de Artes da Rússia

Academia de Artes da Rússia

Giacomo Quarenghi aceitou o convite de ida para São Petersburgo em 1779, onde continuou sua vida toda, tornando-se o arquiteto de Catarina II oficial. Entre 1780 e 1785, começou várias transformações na cidade de São Petersburgo, que se tornou uma cidade clássica.

Ele comandou obras de muitos palácios e trouxe pra cidade um estilo original inspiração palladiana, com vários monumentos, como por exemplo, no sóbrio e austero palácio inglês do parque de Peterhof, destruído entre 1781 e 1789, onde é o mais rico Teatro de Hermitage.

Arquitetura Neoclássica na Inglaterra

Obras neoclássicas na Inglaterra:

O neoclássico fez muito sucesso na Inglaterra. Neste lugar onde se vive uma monarquia, comandado pelo rei Charles III. Lá a arquitetura pode ser vista em obras como o Museu Britânico, em Londres.

St. Georges Hall

Características do neoclássico também podem ser observadas no St. Georges Hall, em Liverpool, faz parte do patrimônio arquitetônico da cidade.

St. Georges Hall

Em 1770 em Londres, um dos grandes arquitetos, chamado Wyatt adquiriu fama com o Panteão de Oxford, uma construção destinada ao entretenimento, na qual era similar a versão neoclássica da basílica de Santa Sofia em Istambul.

Do seu repertório repleto de trabalhos realizados, é reconhecido pelas suas contribuições no estilo neogótico e pelas restaurações das catedrais inglesas. Porém, fez inumeras residências no contexto do neoclassicismo, como a de Dodington, localizado em Gloucestershire, onde se destacava muitos detalhes do estilo romano e grego.

Influência Neoclássica na Arquitetura do século XX

As inspirações no estilo neoclássico surgiu com os detalhes das grandes obras, a sua influência mostrou que era possível inovar em pontos específicos da arquitetura, neste caso em obras menores, de proporção significativa que levaria rigidez e mais leveza não somente ao interior, mas também ao exterior.

Casa Rosada em Buenos Aires

O neoclassicismo simplificado pode ser encontrado nos últimos trabalhos de Auguste Perret e inclusive no crematório de Estocolmo, de Gunnar Asplund (“neoclassicismo escandinavo”). As influências começaram bem no início das mudanças de tendências, porém se mantém conhecidas e gerando influência sobre muitos arquitetos.

Alguns críticos têm ainda definido como neoclássico o Movimento Moderno (incluindo Ludwig Mies van der Rohe) nos termos da monumentalidade e simetria, contudo críticas como essas, criaram fama e revolucionaram a forma de construir e realizar.

Ser uma influência e tendência não é somente esta como primeira opção, mas é garantir que é a opção certa, no quesito de construção precisão é o fator determinante do sucesso.

Já pensou em uma casa Neoclássica?

As casas Neoclássicas tornaram-se as queridinhas do momento, pois, todas as suas características de beleza e também de tendência, mostraram que o estilo neoclássico não poderia ficar somente em grandes construções, então surgiu uma forma compacta, porém com todo o estilo e representatividade das grandes obras.

casa Neoclássica

A arquitetura neoclássica tem como característica a rigidez das formas e o equilíbrio da construção por meio da simetria, com isso, a beleza das casas trariam essa proporção de organização e composição do perfeccionismo, deixando a marca registrada do estilo, contudo com o reconhecimento de uma casa, com aconchego.

Pode-se dizer que a utilização de elementos com padrões greco-romanos – mármore, cores claras, cúpulas, frontões e colunas são frequentes em grandes obras, mas quando se torna este estilo de forma compacta, tudo no seu devido lugar, com o método realizado adequadamente, temos no final a conclusão do propósito.