Maquete Eletrônica: Guia Completo

Maquete eletrônica, conheça o recurso que tem crescido e conquistado diversos profissionais da área da construção civil, arquitetura, engenharia civil e design de interiores.

Maquete eletrônica: o que é?

A maquete eletrônica nada mais é do que uma imagem 2D ou 3D usada para simular ambientes de um projeto.

A intenção é justamente simular ambientes, que seriam inviáveis de se reproduzir devido ao alto investimento financeiro requerido, de forma tão realista que quase não se note a diferença.

A maquete é importante para que seja possível estudar bem o modelo e visualizá-lo previamente antes de se iniciar a execução, isso auxilia muito na hora de apresentar o projeto ao cliente, ele tem a possibilidade de avaliar a construção antes mesmo de ela sair do papel.

Maquetes Eletrônicas, por que nós as amamos?

Maquetes Eletrônicas

O que é Maquete Eletrônica?

Um dos fatores que fez das maquetes eletrônicas um dos recursos “queridinhos” dos mais diversos profissionais da área da construção é a otimização do trabalho.

Ela facilita a visualização do cliente, melhorando assim o entendimento dele em relação ao projeto, noção espacial e de escala.

Consequentemente o número de alterações do projeto reduzem, pois muitas vezes as constantes alterações são provenientes da confusão que os desenhos mais técnicos e a falta de imagens 3D causam.

Reduzindo o número de alterações o valor do projeto também diminui. Os profissionais da área sabem da importância de se manter dentro do orçamento, e a visualização fiel do planejamento que a maquete eletrônica proporciona ajuda a evitar grandes alterações no orçamento, aumentando assim a satisfação do cliente.

E qual a importância da maquete eletrônica?

A maquete eletrônica tem conseguido se consolidar no meio da construção civil ajudando a destacar diversos profissionais que sabem usar a ferramenta de forma correta.

Este recurso se tornou um dos maiores aliados dos profissionais que prezam por entregar projetos de qualidade e fácil visualização.

A maquete eletrônica quer mostrar a sensação de estar dentro do ambiente, isso no caso das maquetes que focam o fotorrealismo.

É extremamente importante que o cliente consiga visualizar e entender o projeto para que desde a concepção do projeto até a finalização do desenho possa tudo fluir tranquilamente.

Programas usados para criar a maquete eletrônica

Hoje já existem diversos programas que nos auxiliam na criação das maquetes, muitos de alta qualidade de desempenho, mas com algumas diferenças.

Alguns são voltados mais para que haja uma melhor interação entre os diversos profissionais que projetam em conjunto um determinado modelo e outros focam em entregar a melhor visualização possível para o cliente. Alguns dos mais utilizados hoje em dia são:

  1. SkecthUp – Este é um dos softwares CAD que possui versão gratuita. É uma excelente ferramenta de desenho e modelagem. No SketchUp é possível criar pequenas animações.
  2. Autocad –  O Autocad te permite fazer tanto desenhos 2D quanto 3D. Comumente usado para desenhos técnicos, é possível fazer modelagem 3D e ainda facilita a comunicação entre profissionais trabalhando no mesmo projeto.
  3. 3DS Max – Também desenvolvido pela Autodesk, ele é bem parecido com o Autocad e é principalmente usado na indústria de vídeo game. Possui gráficos excelentes e por isso é muito usado pelos profissionais de arquitetura e design para pré- visualização.
  4. Revit – O Revit faz parte de uma tecnologia que está em ascendência, o BIM (Building Information Modeling), em português Modelagem de Informações de Construção. Este é um programa que teve suas funções desenvolvidas pensando nos profissionais de arquitetura. Nele também é possível compartilhar o acesso, assim qualquer colaborador pode entrar e editar o modelo.
  5. Blender – Também conhecido como Blender3D ele é um programa de código aberto usado para modelagem, animação, texturização, composição, renderização e edição de vídeos. Ele está disponível para diversos sistemas operacionais.
Veja também:  2 Truques sobre iluminação de Maquete Eletrônica que NÃO te contaram

Afinal, qual o melhor programa para fazer maquete eletrônica?

maquete eletronica

Melhor programa para fazer maquete eletrônica

Em relação ao software 3D certo é preciso checar algumas coisas antes de fazer sua escolha final.

É necessário saber qual tipo de programa você procura, qual deve ser o foco do sistema, você pode priorizar a facilidade de desenvolver os modelos ou o que te proporciona uma imagem final de maior qualidade.

Se você pode fazer um alto investimento para adquirir os programas originais e com bibliotecas mais amplas ou se prefere um software em sua versão gratuita.

Outro fator importante é a potência do seu computador. Verifique o sistema operacional e os requerimentos básicos que são necessários para que seu computador consiga rodar o programa sem maiores dificuldades.

Depois de checar todos esses fatores vai fica muito mais fácil escolher um programa. Afinal, o melhor programa é aquele que supre as suas necessidades de projeto e consegue te auxiliar da melhor forma.

Vantagens no uso da maquete eletrônica

Vantagens maquete eletronica

A maquete eletrônica é um mundo de oportunidades, sem limitações, onde é possível testar, e revisar quantas vezes forem necessárias. Este recurso te da fácil acesso à ilimitadas versões do mesmo projeto e traz com ela cada vez mais vantagens como:

  1. A maquete eletrônica te economiza recursos

Construir uma maquete eletrônica 3D é muito mais barato do que um projeto modelo real, além de levar muito menos tempo. Esta maquete, torna o resultado final do projeto mais visível para o responsável pela sua execução e isso faz com que se economize tempo para finalizar a obra.

Quem trabalha com projetos sabe que os clientes mudam de ideia diversas vezes o que causa alterações nos projetos e nesta parte a maquete eletrônica se torna uma forte aliada.

As constantes alterações exigem uma representação passível de mudança. Diversos são os softwares de maquete eletrônica e neles é possível fazer as alterações necessárias em poucos minutos ou até mesmo em tempo real.

2. Facilidade em adaptar ao que o cliente deseja

Essa é uma das maiores vantagens das maquetes eletrônicas. Não só para quem já está no mercado de trabalho, as maquetes eletrônicas são essenciais para os estudantes pois auxiliam nos estudos da faculdade ou curso técnico.

3.  Podem ser o seu portfólio de entrada

Por isso elas são importantes não só para quem já está no mercado de trabalho, as maquetes eletrônicas são essenciais para os estudantes.

Sem projetos reais para mostrar aos clientes e aos empregadores (que acabam por ser clientes também), fica difícil mostrar seu trabalho e com as maquetes eletrônicas você tem infinitas possiblidades de representação do seu conhecimento.

É importante que seu portfólio reflita o seu estilo e ideias arquitetônicas possibilitando assim que você se apresente de forma profissional e concreta.

Veja também:  O que é Promob, para que serve, como usar e benefícios?

4. São elas que vão vender seus projetos

Para isso você pode usar programas como o SketchUp e montar seu portfólio em 3D para vender seu trabalho.

Não há discurso na ponta da língua que substitua a imaginação, as vezes o seu cliente não vai conseguir “visualizar” a sua ideia, ou não consegue realmente imaginar como vai ficar a mudança que você como profissional sabe que o projeto precisa.

Com uma maquete eletrônica tudo fica muito mais claro e mais direto, as alterações necessárias são feitas e ele consegue ver o resultado final, mesmo sem a construção ter começado.

Por isso, use a imaginação, faça maquetes eletrônicas com a casa dos seus sonhos, o prédio que você imaginou, aquele boteco da esquina que vira um pub de luxo na sua imaginação pode virar projetos incríveis para o seu portfólio, basta fazer uma maquete eletrônica deles. Enfim, se divirta criando!

Maquetes eletrônicas são mesmo necessárias?

Hoje, as maquetes não são apenas mais um recurso dentre tantos outros, elas são uma ferramenta do cotidiano da vida da construção civil. Se tornaram indispensáveis em um projeto de qualidade.

Existem profissionais que vivem e trabalham exclusivamente com elas, criando projetos para outros profissionais e se dedicando integralmente a isso dentro de escritórios de arquitetura e decoração. É mais uma porta que se abre, você só tem de estar pronto e qualificado para entrar.

Desvantagens da maquete eletrônica

Infelizmente o desenvolvimento de uma maquete eletrônica nem sempre é um trabalho tão rápido e fácil, a parte da finalização exige bastante atenção aos detalhes, o que pode tomar um pouco mais de tempo.

De qualquer forma, se a maquete eletrônica é uma necessidade do seu projeto, quando bem desenvolvida ela só tem a agregar. A arquitetura por si só já encanta e quando facilitamos seu entendimento e visualização, como profissionais, só temos a ganhar.

Como fazer maquete eletrônica?

Fazer uma apresentação de projeto excepcional e elevar o valor do seu projeto, impressionando seu cliente é a melhor forma para garantir a venda do seu projeto.

Para garantir uma maquete eletrônica de alta qualidade é importante seguir alguns passos e executar com precisão todo o processo de desenvolvimento. Existe uma infinidade de programas para nos auxilia nessa parte.

A maquete eletrônica nos ajuda a visualizar o resultado final dos ambientes construídos, além de encantar os clientes, evita muitos erros de interpretação que são frequentes em projetos executados em o auxílio do 3D, somente com plantas.

Etapas de desenvolvimento de uma maquete eletrônica 3D

maquete eletronica

Etapas de desenvolvimento de uma maquete eletrônica 3D

O primeiro passo para o desenvolvimento da maquete eletrônica do seu projeto é a escolha dos programas.

Normalmente se usa mais de um já que cada programa oferece um recurso diferente e as áreas em que é mais forte.

Na escolha dos programas os pontos a serem ponderados são: a variedade de recursos que ele oferece, a praticidade, o preço, já que a maioria dos programas para desenvolvimento de maquetes eletrônicas são pagos e o resultado final que ele oferece.

Após desenvolver seu projeto técnico e escolher os programa que melhor suprem suas necessidades você já pode começar a maquete eletrônica e para isso deve-se seguir 3 passos básicos. São eles:

  • MODELAGEM – Este é primeiro passo para desenvolver seu modelo 3D. Para modelar no software escolhido você pode começar do zero seguindo as medidas do seu projeto técnico ou até mesmo carregar sua planta baixa para o programa e modelar tendo ela como base.
Veja também:  3D Warehouse: Como Baixar Os MELHORES Blocos de Sketchup

Depois de subir toda a edificação é preciso definir os elementos adicionais e os materiais que serão usados para dar vida ao seu projeto. Quanto maior a qualidade dos materiais usados, melhor o resultado final da sua imagem, mas lembre-se, para facilitar o próximo passo não sobrecarregue seu modelo.

  • RENDERIZAÇÃO – Pra otimizar seu tempo de trabalho preze por deixar seu modelo o mais leve possível, só adicione elementos que são extremamente necessários para aquela imagem, caso contrário sua renderização pode demorar muito e travar seu ritmo de trabalho.

Outro cuidado que se deve ter é na escolha do programa que fará a renderização da sua imagem. Alguns oferecem mais recursos e outros mais rapidez. Coloque no papel as principais necessidades do seu projeto.

  • PÓS-PRODUÇÃO – A finalização é um passo indispensável para uma maquete eletrônica realmente encantadora. Nesta etapa você usará o photoshop ou qualquer outro programa de edição que supra suas necessidades para melhorar a imagem do seu projeto.

É possível adicionar e excluir elementos, editar sombra, profundidade, cor e toda a ambientação necessária para o maior realismo possível do seu projeto.

Qual o valor de uma maquete eletrônica?

Desenvolver uma maquete eletrônica pode não ser uma das etapas mais fáceis do desenvolvimento de um projeto e apresentação, porém existem diversos softwares e recursos empenhados a ajudar os profissionais a otimizar ao máximo seu tempo.

Mas afinal, quanto cobrar por uma maquete eletrônica?

Tudo varia de acordo com seu projeto, a metragem quadrada, o tempo que levou para o desenvolvimento da maquete e o nível de dificuldade que ela exigiu. Sinta-se livre para planejar seu orçamento e passar os valores ao cliente somente após ponderar todos esses pontos.

Porém, de acordo com o que temos visto no mercado, uma renderização pode custar de R$200,00 à R$1000,00, se for feito mais de uma renderização para o mesmo projeto esses valores tendem a diminuir caso fechar um pacote de renderizações.

Alguns profissionais cobram esse valor por renderização já incluindo a modelagem, outros cobram a modelagem separadamente, é bom analisar o mercado em sua cidade ou os seus concorrentes a nível de Brasil.

Conclusão

Agora que você entendeu bem como as maquetes eletrônicas funcionam e qual a importância dessa ferramenta, como andam suas habilidades com ela?

Saber como usar as ferramentas de forma correta é tão importante quanto ter os melhores softwares do mercado.

Nós temos diversos cursos com métodos exclusivos para que você possa desenvolver suas habilidades e aproveitar ao máximo os recursos que tem à mão.

Quer saber mais sobre nossos cursos? Clique aqui.