Você sabe como começar um memorial descritivo? Não? Neste artigo, vamos explicar com detalhes a importância do memorial e dar 4 dicas para criá-lo do jeito certo.

Também mostraremos os diferentes tipos de memoriais descritivos e quais as suas funcionalidades. Lembrando que cada prefeitura tem um item ou outro em particular que deve ser incluso, modificado ou adaptado de acordo com as leis e códigos de obra da cidade em questão.

O que é memorial descritivo?

memorial descritivo 02

O memorial descritivo faz parte do projeto executivo e é um documento que traz em detalhes tudo que será executado em uma obra, ele informa todas as estruturas e materiais que serão utilizados na edificação.

Ou seja, traz informações detalhadas que ajudam a colocar em prática tudo o que o arquiteto idealizou. Estruturas, acabamentos, instalações, louças, revestimentos, tudo deverá ser informado nesse documento.

Tópicos que não podem faltar em um memorial descritivo

memorial descritivo 03

Quando pensamos em começar um memorial, temos que ter em mente certa organização na estrutura, pois cada tópico é essencial para uma leitura e interpretação correta.

Então listamos tópicos que não podem faltar. Confira:

  • Localização da obra;
  • Proprietário;
  • Detalhe de cada etapa da construção;
  • Alvenaria;
  • Acabamento;
  • Conceituação do projeto;
  • Normas adotadas para a realização dos cálculos;
  • Premissas básicas adotadas durante o projeto;
  • Objetivos do projeto;
  • Detalhamento de materiais empregados na obra ou no produto;
  • Demais detalhes que podem ser importantes para o entendimento completo do projeto.

Frisando que os tópicos são de acordo com a Norma de Desempenho (NBR 15.575).

Para que serve o memorial descritivo na arquitetura?

memorial descritivo 04

Na Arquitetura, o memorial descritivo tem a finalidade de relatar em texto o que está representado no projeto, é um registro técnico com valor legal quando assinado pelo profissional ou responsável técnico. É essencial tanto para o responsável pela execução do projeto como para o cliente.

Nele estarão presentes as atividades que não podem ser descritas por meio do desenho técnico, por exemplo: como as paredes devem ser pintadas, os cuidados com acabamentos, a ordem das atividades no local, entre outras.

Veja também:  Empreendedorismo Na Arquitetura: 5 Dicas para se dar bem

Portanto, quanto mais completo estiver esse detalhamento, mais fácil será o gerenciamento da obra. Dessa forma, é possível evitar desperdícios de materiais, danos e os atrasos na entrega.

Em relação ao cliente, o memorial de arquitetura serve como um comprovante legal de tudo o que foi prometido.

Ele também é necessário na hora de pedir a aprovação desse projeto na prefeitura, sem ele a gente não consegue o
Alvará da Obra.

Quais são os 7 tipos de memorial descritivo?

memorial descritivo 05

Para fazer um memorial descritivo, devemos ter muito cuidado com a sua precisão, precisamos que ele garanta a condução correta do posicionamento dos tópicos, dos detalhes e das informações. Portanto, cada empreendimento tem um modelo do memorial.

Os principais modelos existentes são:

  1. MEMORIAL DESCRITIVO RESIDENCIAL;
  2. MEMORIAL DESCRITIVO COMERCIAL;
  3. MEMORIAL DESCRITIVO PARA EXECUÇÃO DE PISCINA;
  4. MEMORIAL DESCRITIVO DE DESMEMBRAMENTO;
  5. MEMORIAL DESCRITIVO DE UNIFICAÇÃO;
  6. MEMORIAL DESCRITIVO DE RESIDÊNCIA PARA DEMOLIÇÃO;
  7. MEMORIAL DE TANQUE SÉPTICO E FOSSA.

Memorial Descritivo: como fazer? Passo a passo

memorial descritivo 06

O memorial descritivo tem alguns passos que não podem faltar e também tópicos padrões de acordo com a ABNT.  Porém, cada arquiteto pode incluir mais informações, se necessário.

Simplesmente imagine que o documento é a versão escrita das suas plantas e projetos. Você deve detalhar quais são os processos e os materiais utilizados para chegar até o resultado mostrado no desenho.

Você pode incluir no seu memorial descritivo de arquitetura:

  • Dados da Obra
  • Equipe Técnica
  • Considerações Gerais
  • Preliminares
  • Fundações
  • Estrutura
  • Paredes
  • Esquadrias
  • Vidros
  • Cobertura
  • Tratamento e impermeabilizações
  • Revestimentos
  • Soleiras e Peitoris
  • Forro
  • Pintura
  • Pavimentação
  • Louças e metais
  • Instalações Hidrossanitárias de Pluviais
  • Instalações elétricas
  • Mobiliário
  • Limpeza da obra

4 Dicas de passo a passo para um memorial descritivo

memorial descritivo 07

Sabendo o que pode colocar no memorial descritivo, separamos algumas dicas para você desenvolver o seu memorial.

1) Pesquise memoriais descritivos na internet

É possível você encontrar vários exemplos de memoriais prontos na internet, como também muitos projetos de reforma ou construção que podem ter em anexo o memorial.

Nada melhor que uma base para prosseguir e se guiar nos passos desenvolvidos no exemplo.

2) Usar uma linguagem formal

Além de ser um documento profissional, o memorial precisa passar confiança. Para escrever um documento muito detalhado e compreensível, precisa de palavras certas, então, prepare o seu repertório e vocabulário para ser compreendido com facilidade.

Memorial Descritivo Exemplo: Modelos para Download

MODELOS DE MEMORIAIS DESCRITIVOS

Quando pensamos em fazer um memorial descritivo, acabamos não tendo base para isso e a grande pergunta é “Como fazer e o que colocar?”.

Na Internet você poderá encontrar inúmeros exemplos e com eles é possível começar um memorial, com base nos pontos principais e também você pode acrescentar as informações que achar importante.

Veja também:  Aprovação de Projeto de Prefeitura: 11 Documentos pedidos

No entanto, não esqueça, consulte cada sua prefeitura e verifique a existência de memoriais descritivos já aprovados e itens exigidos.

O que é o memorial descritivo de uma obra?

memorial descritivo 08

O memorial descritivo de uma obra está ligado a questões práticas, para um projeto sair do papel é necessário que haja primeiramente um orçamento da obra.

Então, é essencial o memorial para esse orçamento, pois dele sairão às orientações para a confecção de um orçamento realista.

O memorial também é importante na confecção do cronograma físico-financeiro da obra, cada projeto requer uma análise totalmente diferente, feita sob medida para aquela obra. Uma das fontes mais ricas de informação sobre o projeto é o memorial descritivo.

Quem pode fazer o memorial descritivo?

memorial descritivo 09

FONTE: https://www.vivadecora.com.br/

Sua elaboração deve ser realizada pelos profissionais técnicos responsáveis pelo projeto, seja um arquiteto, engenheiro ou técnico, seguindo as normas da ABNT e as normas do CREA / CAU / PREFEITURA,

Como conseguir um memorial descritivo?

É possível conseguir um memorial descritivo solicitando para o técnico ou engenheiro responsável pelo projeto.

Memorial Descritivo para Design de Interiores

memorial descritivo 10

FONTE: https://br.pinterest.com/

O memorial descritivo para design de interiores segue os mesmos princípios que vimos até agora? SIM! Com certeza ele segue os mesmo princípios e tópicos.

A única diferença do memorial para interiores é que não existe nenhuma norma ABNT que determine as informações que devem ser incluídas.

Então separamos exemplos do que pode ser incluído no seu memorial descritivo de design de interiores:

  • Dados da obra
  • Objetivos
  • Materiais
  • Revestimentos
  • Louças
  • Metais
  • Tintas
  • Mobiliário

O memorial descritivo para design de interiores pode incluir fotos de exemplo de todos os tópicos, facilitando a compreensão do cliente e de quem vai executar a reforma.

Qual a importância do memorial descritivo para uma construtora?

Quando elaborado um memorial, você demonstra ao consumidor que sua construtora é uma empresa séria e trabalha com transparência.

Também além de prezar pelos direitos do consumidor, o que melhora sua popularidade entre os mais exigentes, e pode ajudar a aumentar as vendas. Outro ponto relevante é estar protegido de ações de má fé, onde características não previstas no empreendimento possam vir a ser exigidas.

E para seus clientes?

memorial descritivo 11

É importante para seus clientes porque cumpre com os direitos deles, além de trazer mais segurança na tomada de decisão, também garante transparência e responsabilidade no que está no papel.

Demonstra detalhadamente e de forma clara tudo o que o cliente vai receber por parte da construtora, também permite planejamento e alinha as expectativas do consumidor.

Veja também:  Projeto executivo na arquitetura: o que é, o que deve conter e como criar

O que é o memorial descritivo de usucapião?

O memorial descritivo de usucapião contém informações do terreno que tenham importância para o projeto de forma detalhada.

Mas quais seriam essas informações? São as dimensões, limites de onde o seu terreno encontra o do vizinho, assim como tudo que se encontra nele.

Geralmente esse memorial é solicitado quando há disputas de terra, esse documento serve como comprovante de quem é o dono oficial do lugar. O engenheiro responsável faz um levantamento da casa e mede os ângulos do terreno utilizando referenciais que já foram estabelecidos.

O que deve ter no memorial de usocapião?

memorial descritivo 12

Então segue uma lista do que ele deve conter:

  • Descrição e localização do terreno em relação ao norte (N) e ao leste (E);
  • Depois do perímetro, a área informada em hectares com quatro casas decimais;
  • Assinatura do responsável com a qualificação profissional e CREA/CAU;
  • Descrição de áreas internas (área de preservação, reserva e outras), se existirem.

Certifique-se que o responsável pela obra é qualificado. Um memorial realizado de maneira correta pode ser o diferencial para o sucesso na sua ação de usucapião.

Qual a diferença entre memorial descritivo e memorial descritivo de usucapião?

É comum confundir o memorial de projeto arquitetônico com memorial para projeto de usucapião.

Todavia há uma diferença bem simples e importante, o primeiro é utilizado para controle de obras e estudo de viabilidade do projeto, e o segundo é utilizado para apresentar as especificações do terreno.

Conclusão

O memorial é um documento fundamental para a sua obra, ele garante segurança sobre seu patrimônio e credibilidade com os demais setores.

Gostou do artigo? Achou uma informação útil? Qualquer dúvida, não hesite em deixar um comentário e se quiser aprender mais sobre outros assuntos, visite o nosso blog.

Abraço e até mais.