Etapas de um projeto arquitetônico? Saiba os 7 passos que um arquiteto deve dominar para desenvolver um bom projeto!

Está pensando em se tornar um arquiteto de sucesso? Ou iniciando seu primeiro projeto arquitetônico? Saiba que existem várias etapas de um projeto arquitetônico que você precisa acompanhar. Neste artigo eu abordo os 7 passos que acredito serem mais relevantes para criação de um projeto arquitetônico.

 

1. Compreensão da necessidade do cliente e conceitos preliminares do projeto arquitetônico

O início do projeto arquitetônico acontece em entre cliente e arquiteto. Todo arquiteto de sucesso sabe que conversar com o cliente e procurar entender quais as necessidades e objetivos, bem como suas preferências em relação a tamanho das peças, padrão dos acabamentos e sistema, qual o orçamento disponível, entre outros detalhes, são fatores primordiais para ter êxito no alcance dos seus objetivos. Para que possamos começar a pensar no projeto como um todo.

É o seu papel, como arquiteto, definir os conceitos preliminares do projeto arquitetônico e calendário de execução da obra, constando todas as etapas de realização.

De posse dessas informações, você vai precisar estudar a viabilidade do projeto dentro das especificações solicitadas pelo cliente, para que possa apontar se haverá necessidade ou não de alterar alguns pontos do projeto inicial, bem como redimensionar o aporte financeiro previsto.

 

2. Estudo Preliminar – Levantamento/Visita ao local

A segunda da etapa de um projeto arquitetônico é a apresentação ao cliente da primeira proposta.

Nela constam alguns layouts conceituais, as soluções adotadas a construção e todas as informações possíveis, como perspectivas 3D, plantas e vistas. É comum o arquiteto apresentar algumas variações do projeto arquitetônico nessa etapa.

É realizada, ainda, a análise do terreno e das condições legais, como Plano Diretor do Município, ou restrições do condomínio, por exemplo. Caso necessário, o arquiteto deverá visitar o local da obra obtendo dados mais precisos.

A proposta apresentada deve levar em conta o conforto ambiental (luminosidade e circulação do ar), tecnologia (materiais utilizados, resistência da construção e sistemas adotados) e economia (melhor custo benefício, durabilidade e padrão adotados).

Esse esboço inicial deve ser aprovado pelo cliente e seguir à próxima etapa do projeto arquitetônico.

 

3. Anteprojeto

A partir do estudo preliminar, o arquiteto deve detalhar ao máximo os elementos, instalações e componentes do projeto arquitetônico.

Nessa fase são apresentadas as plantas baixas ou maquetes, a fachada principal e a especificação dos principais acabamentos a serem utilizados na obra.

Essa é a última etapa em que podem ser feitas alterações no projeto arquitetônico. Após concluída essa etapa e aprovada pelo cliente, as plantas são enviadas para as equipes responsáveis pelos projetos complementares (se houver), como projetos estrutural, elétrico, hidráulico e preventivo de incêndio.

É feita, então, a compatibilização de todas as etapas da obra, tornando tudo integrado, harmônico e funcional.

 

4. Projeto Legal

Também chamado de projeto básico ou projeto de aprovação, é o anteprojeto mais aprofundado, que  faz parte das Etapas de um projeto arquitetônico e, deve ser apresentado à Prefeitura Municipal ou aos órgãos competentes, a fim de registrar a construção ou reforma.

Nessa etapa do projeto arquitetônico são finalizadas todas as plantas e especificações necessárias, para a apresentação e aprovação do projeto no Município. Via de regra, o cliente fica responsável pelo envio do projeto à Prefeitura e pagamento de taxas e emolumentos legais, quando existentes.

O arquiteto devera revisar o projeto quantas vezes forem necessárias para a aprovação do mesmo.
Nos casos em que não é necessária a aprovação da obra pelos órgãos públicos, essa etapa torna-se dispensável.

 

6. Projeto Executivo

Essa é a última etapa de um projeto arquitetônico e é a mais minuciosa. No projeto executivo é onde deve constar todos os detalhes e informações técnicas do projeto arquitetônico, pois é ele que será enviado ao canteiro de obras e servirá de guia para a execução do projeto arquitetônico.

O projeto executivo devera especificar todos os materiais de acabamentos, metais e louças, detalhes das esquadrias, pisos e paredes, planta de forro, pontos hidráulicos e elétricos, além da planilha de orçamento e cronogramas básicos para a execução de cada etapa da obra.

Todos os desenhos e memoriais constantes nesta etapa devem ser o mais detalhado possível, para que o construtor consiga edificar a construção mesmo sem a presença do arquiteto no local.

 

7. Acompanhamento de obra

Essa etapa é opcional. Nem todos os arquitetos fazem o acompanhamento e muitos clientes não fazem questão do acompanhamento. Serve para que o arquiteto possa auxiliar o mestre de obras e/ou o responsável técnico pela execução do projeto de arquitetura no canteiro de obras.

O projeto executivo devera ser o mais completo possível para que seja dispensada a presença do arquiteto na fase de implantação do projeto de arquitetura. Porém, alguns clientes e alguns profissionais podem solicitar esse acompanhamento, a fim de que a obra se mantenha fiel ao projeto arquitetônico.

Conhecendo todas essas etapas e dominando cada uma delas, seu projeto arquitetônico será desenvolvido da maneira mais eficiente possível, integrando todos os profissionais envolvidos e mantendo seu cliente sempre ciente da evolução do trabalho contratado.

 

Cursos Completos: https://arquitetoleandroamaral.com/cursos
Materiais Gratuitos: https://arquitetoleandroamaral.com/materiais-gratuitos
Instagram: https://arquitetoleandroamaral.com/instagram
Facebook: https://arquitetoleandroamaral.com/facebook
Youtube: https://arquitetoleandroamaral.com/youtube
E-mail: [email protected]