7 Dicas para fazer projeto de Piscina

Projeto de piscina não é abordado com eficácia nas universidades, também não é um processo muito simples e cada profissional pode seguir uma linha.

Projeto De Piscina: Por Onde Começar?

projeto de piscinas

A construção de uma piscina exige a contratação de um profissional qualificado, e alguns passos precisam ser seguidos, são eles:

  1. Projeto de piscina – Aqui se define as medidas da piscina, o modelo, o revestimento e a paginação.
  2. Licença – Nem todas as regiões permitem a construção de piscinas. É importante garantir que sua região permite e conseguir na prefeitura a licença antes de começar a obra.
  3. Escavação – O local onde ficará a piscina deve ser escavado. Por isso é importante a licença, para evitar acertar uma rede de abastecimento (muito comum).
  4. Nivelamento – Nivelar a terra é indispensável, assim o processo de construção do fundo e das paredes fica mais fácil e garante a qualidade final da estrutura.
  5. Estrutura – Nesta fase é construída a malha estrutural que irá sustentar a estrutura da piscina. Mantenha as paredes uniformes e niveladas umas com as outras.
  6. Encanamento – Será necessário criar um sistema de suprimento e filtração que atenda aos códigos de construção da área.
  7. Eletricidade –  Será necessário fornecer energia para a piscina, para funcionar o sistema de filtração e iluminação, caso exista. Muito cuidado é preciso nessa etapa, todos os passos precisam estar executados corretamente para evitar qualquer contato da água com a fiação.
  8. Piso – O concreto é usado para fazer o piso e as paredes.
  9. Paredes – Normalmente de concreto despejado ou tijolos do mesmo material, as paredes devem ser feitas com as partes superiores niveladas na altura do solo circundante.
  10. Revestimentos – Aqui a piscina precisa de algum sistema de impermeabilização e revestimento, que pode ser azulejo, pastilha, vinil e outros.

Tipos De Piscina

projeto de piscinas

Existem diversas variações no processo de construção e no projeto de piscina, cada um possui características um tanto diferenciadas. Entre os principais processos construtivos estão:

Alvenaria Estrutural

A piscina de alvenaria é construída do zero, ou seja, você pode fazer um projeto totalmente personalizado, desde formato a tamanho, cores e revestimentos.

A primeira coisa a fazer é contratar um profissional especializado. A construção de uma piscina exige cálculos, a montagem de uma estrutura, não é apenas abrir um buraco no chão e pronto.

É necessário fazer a impermeabilização, ainda durante a construção. Algumas das maneiras de impermeabilizar são com manta asfáltica e pintura impermeabilizante.

Concreto Armado

O concreto armado visto de fora é exatamente igual a alvenaria. O que diferencia o concreto armado da alvenaria é a presença da armação e a maneira através da qual ela é construída. O diferencial que a piscina de concreto armado tem é estrutural.

As piscinas de concreto armado possuem uma malha férrea em todas as suas superfícies, desde as paredes ao fundo. Essa malha férrea forma uma peça única que é extremamente resistente.

Escavação E Sem Estrutura (piscinas de fibra de vidro)

A fibra de vidro é um material com alta resistência e qualidade. Apesar de ser conhecido como fibra de vidro, o nome deste material é Plástico Reforçado com Fibra de Vidro (PRFV).

A fibra de vidro é aquecida até ficar em estado líquido, depois passa por furos extremamente pequenos e cria fios bem finos. A instalação das piscinas de fibra de vidro é muito mais rápida do que as de concreto armado e alvenaria.

O primeiro passo é fazer a escavação do terreno. A fibra de vidro é um material bem mais leve e por isso dispensa o uso das malhas de ferro. Normalmente utiliza-se um colchão de areia e base cimentada fina no fundo do buraco.

É extremamente necessário conferir o nivelamento para garantir a instalação correta e evitar rachaduras ou vazamentos.

Revestimentos Das Piscinas

Piscinas de concreto armado e de alvenaria precisam de revestimento, diferente das piscinas de fibra de vidro, elas não vem revestidas. As opções de revestimento são muitas e as mais comuns nos projetos de piscinas são:

Piscinas De Fibra De Vidro

PISCINA-DE-FIBRA-DE-VIDRO

Fonte: Homify

Se você procura uma piscina com custos menores, a piscina de fibra de vidro é pra você. As despesas de manutenção e limpeza da piscina de vidro não são muito altas e não costumam exigir grandes reparos futuros. Além disso, ao longo dos anos diversos designers diferentes surgiram. Esteticamente falando, as piscinas de fibra de vidro evoluiram e hoje possuem diferentes acabamentos e modelos.

Veja também:  BIM será obrigatório? O que você precisa saber

Essas piscinas tem uma durabilidade prolongada pois se adaptam bem as variações de temperatura. Outra vantagem é que a intalação é rápida, super prática e é feita em cerca de 7 dias.

Piscinas Fibradas

piscina-fibrada

Fonte: Adilson Piscina Youtube

As piscinas fibradas, são piscinas de concreto ou alvenaria, revestidas com fibras de vidro.

Segundo o nosso leitor Gustavo Santos, a única razão do real motivo das pessoas fibrarem o tanque da piscina é quando existe algum problema na piscina de alvenaria ou concreto e o conserto é muito caro. O acabamento fica áspero sem brilho, incrusta todo tipo de poeira, difícil de limpar. Na hora da aplicação faz uma bagunça das grandes.

Para quem optar por esse tipo, a instalação é feita com a aplicação do revestimento, uma manta que é fixada nas paredes, no fundo e nas bordas na piscina. O processo é finalizado com a pintura com gel coat, o mais indicado para a fibra de vidro.

Piscinas De Vinil

projeto de piscina

Fonte: Decorfacil

Este tipo de revestimento pode ser utilizado em todos os tipos de piscina. O vinil possui diversas cores e estampas diferentes. É um material fácil de limpar pois não acumula muita sujeira. Além disso é de rápida instalação e possui ótimo custo benefício.

Para instalar o vinil é necessário contratar uma empresa especializada nesse tipo de serviço.

Piscinas De Pastilhas

Piscinas de pastilhas

Pastilhas são peças de revestimento, feitas de cerâmica, porcelana ou vidro. As pastilhas para piscina normalmente tem a medida de 5cm x 5cm e são dispostos em telas que tem em média 30cm x 30cm.

Este revestimento é muito usado por causa do apelo estético que proporciona e é um material com bom custo benefício. As pastilhas tem fator de absorção abaixo de 0,5%, graças a isso o material não sofre mudanças de tonalidade, causadas pela umidade.

As pastilhas são extremamente resistentes, inclusive mecanicamente, elas suportam bem as oscilações de terreno e as vibrações do solo, além de toda pressão exercida pela água.

Piscinas De Azulejo

Piscinas de azulejo

Azulejo é uma plaqueta cerâmica vidrada, de diversas cores e motivos. O projeto pode ser personalizado pelas cores e paginação dos azulejos.

Para receber o azulejo a piscina precisa ser de concreto armado ou de alvenaria, devido a essa estrutura ela acaba sendo um pouco mais cara que as piscinas de vinil, por exemplo.

Este tipo de piscina demanda mão de obra especializada, é importante ter isso em mente antes de iniciar a construção. Se executada de forma errada pode tem problemas com a estrutura e o revestimento, qualquer tipo de vazamento pode comprometer a estrutura.

Projeto De Piscina: Diferença Entre Os Tipos De Piscina E Revestimentos

Tipo de piscina se refere ao tipo de material utilizado para construir a estrutura. Existem as opções de fibra de vidro, as de vinil que podem ser construídas com chapas metálicas, chapas polímeras ou blocos de concreto.

Existem ainda as estruturas de concreto armado e as de alvenaria. É possível construir piscinas com paredes de vidro.

Já os revestimentos são as opções de acabamento para piscinas construídas e concreto armado ou alvenaria. Elas podem ser revestidas com azulejo, pastilhas, vinil ou pinturas específicas para piscina.

Projeto De Piscina: Dicas Para Projetar

projeto de piscinas

Projetar piscinas pode parecer fácil, mas é muito mais que simplesmente fazer um buraco. Diversos fatores contribuem para o sucesso do seu projeto e para a qualidade do resultado final, são eles:

1. Implantação

A implantação deve possuir várias informações além de só a piscina. Além de mostrar todas as informações necessárias como a situação da piscina, é importante pensar em projetos complementares como paisagismo, sistemas elétricos e hidráulicos.

2. Orientação Solar

O primeiro passo é identificar onde mais bate sol na área de lazer. É bom sempre construir a piscina sempre no lado poente do seu terreno, mas se não for possível, busque colocar sempre a piscina no lugar onde mais bate sol no período vespertino.

3. Formato Da Piscina

O formato da piscina normalmente apela para o lado estético. Claro que caso a piscina tenha um uso diferente ou bem específico, ela pode acabar precisando seguir um formato. O método construtivo também pode influenciar no formato da piscina.

Piscinas de fibra de vidro tem formatos definidos então não é possível personalizar. Já as de concreto armado e alvenaria permitem um design mais diferente.

4. Casa De Máquinas

A casa de máquinas é o espaço onde são instalados os equipamentos de manutenção da piscina. Dois equipamentos essenciais são: o filtro e a motobomba. Esse processo envolve duas fases, o tratamento químico e o tratamento físico.

A parte química deve ser administrada na água para que ela se mantenha limpa. O processo de filtragem remove os materiais orgânicos que se misturam à água. As etapas de filtragem são:

  1. Filtrar;
  2. Retrolavar;
  3. Pré-filtrar;
  4. Recirculação;
  5. Drenagem
  6. Fechamento.
Veja também:  Qual é o melhor programa para Trabalhar com Projetos?

5. Nível e Profundidade

O nível da piscina depende da profundidade e do terreno. A profundidade da piscina está diretamente relacionada com o uso dela. As medidas básicas são:

  • Prainha – Locais direcionado para crianças e que tem medida entre 40 e 50 cm.
  • Infantil – Esta parte costuma ter entre 50 e 90 cm, que são medidas comuns para uso familiar e infantil.
  • Familiar – Normalmente a profundidade aqui tem cerca de 120 cm.
  • Convencional – Essa profundidade é ideal para prática de natação e pode variar de 120 à 150 cm, mas a medida mais comum é 140 cm.

6. Recuo

O recuo para construção de piscinas deve permanecer no limite do terreno. É importante não escavar muito próximo ao muro do vizinho pois pode comprometer a estrutura do muro.

7. Aquecimento e Climatização

A vantagem de investir em aquecimento para a piscina é ter a água em temperatura agradável o ano todo. Existem 5 sistemas de aquecimento diferentes, são eles:

  • Aquecimento por bombas de calor – É um sistema sustentável que não gera poluição, mas é um sistema caro e não funciona em lugares muito frios;
  • Aquecimento elétrico – É um sistema compacto e sustentável;
  • Aquecimento a gás – Eleva a temperatura muito rapidamente mas precisa de um cômodo separado, bem ventilado, com chaminé para instalar e precisa de aval do corpo de bombeiros;
  • Aquecimento à lenha ou a óleo – Baixo custo, mas precisa de local para armazenamento de lenha e óleo.
  • Aquecimento por placas solares – Não utiliza energia elétrica, é sustentável e não gera poluição, mas tem custo elevado.

Softwares Mais Utilizados Em Projetos De Piscinas

Tipos de piscina

O projeto de piscina pode ser desenvolvido em qualquer software de desenho 2D e 3D, vai da preferência do profissional.

Existem vários programas voltados para essa área que podem te ajudar a projetar, como por exemplo:

  • Autocad – O Autocad te permite fazer tanto desenhos 2D quanto 3D. Comumente usado para desenhos técnicos, é possível fazer modelagem 3D e ainda facilita a comunicação entre profissionais trabalhando no mesmo projeto.
  • Revit – O Revit faz parte de uma tecnologia que está em ascendência, o BIM (Building Information Modeling), em português Modelagem de Informações de Construção. Este é um programa que teve suas funções desenvolvidas pensando nos profissionais de arquitetura. Nele também é possível compartilhar o acesso, assim qualquer colaborador pode entrar e editar o modelo.
  • Sketchup – O SketchUp funciona de forma bem mais intuitiva do que os outros softwares presentes no mercado hoje. É um software bem claro e simplificado, com ferramentas bem definidas e desenvolvidas. Possibilita a fácil elaboração de diferentes formas e volumes.

Claro que a parte estrutural deve ser calculada separadamente. Para o cálculo estrutural existem diversos programas diferentes e o melhor será o que se encaixa às suas necessidades de projeto.

Deve-se levar em consideração que cada material se comporta de forma diferente e exige cuidados únicos. Alguns programas de cálculo estrutural são específicos, então o software usado dependerá do material escolhido para a piscina.

Inspiração Para Projetos De Piscina

Com uma grande variedade de cores e materiais, as possibilidade são infinitas. Para te ajudar a se inspirar na hora de escolher a sua piscina, preparamos essas PISCINAS SUPER DIFERENTES E CRIATIVAS:

projeto de piscinas

projeto de piscinas

projeto de piscinas

projeto de piscinas

projeto de piscinas

Bônus – Piscina Com Borda Infinita

A piscina infinita nada mais é do que uma piscina cuja borda é alinhada com o horizonte de forma que ela pareça sumir. Esse efeito traz uma sensação de amplitude e conexão com o meio ambiente.

O posicionamento da piscina, nesse caso, é um dos fatores mais importantes. A localização do sol no horizonte deve ser levada em conta. E se o terreno tiver um declive no limite, posicionar a borda da piscina ali ajuda ainda mais a ter sucesso na sensação de borda infinita.

Como Construir Uma Piscina Com Borda Infinita

IMG-17-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA

Existem duas formas de fazer a piscina com borda infinita. Conheça mais um pouco sobre elas:

Simplificada

Aqui, o nível da água está junto com o limite da piscina, isso faz com que a água só transborde se houver movimentação da água. Quando escorrer, a água cai diretamente em uma calha de 50 cm de profundidade que é preenchida com pedriscos. Quando o nível da água começar a diminuir, basta encher novamente a piscina.

Tradicional

Nessa versão da piscina com borda infinita, o nível da água ultrapassa um pouquinho o nível da piscina, dessa forma a água está constantemente transbordando e voltando para a piscina. Isso acontece graças a uma motobomba que bombeia a água de volta pra a piscina.

Esse sistema precisa de outros equipamentos como tubulações, bombas, e algumas vezes a construção de um reservatório, o que encarece a obra.

A piscina com borda infinita, precisa ainda de todos os cuidados de uma piscina normal, além dos cuidados especiais com seus mecanismos e tubulações que precisam estar sempre descobestruída e limpa.

Cuidados Para Piscinas Com Bordas Infinitas

Selecione Bem O Local

local-piscina-com-borda

Fonte: Gazeta do povo

O posicionamento da piscina é muito importante, já que a ideia da piscina infinita gira em torno de proporcionar uma bela vista. É interessante posicionar a piscina considerando a orientação na qual o sol se põe. Quando posicionada perto da natureza, é importante garantir que existe espaçamento o suficiente para uma boa vista, para que nenhuma planta precise ser cortada e também para evitar que a vegetação caia sobre a água.

Veja também:  Como Escolher as Cores do Projeto? [2 DICAS ESSENCIAIS]

Valorize o Projeto com Linhas Curvas

BORDAS CURVAS

Fonte: Archtrends

Piscinas não precisam ter sempre a mesma forma. Integrar o formato com o ambiente de forma natural atraves do uso de formatos mais orgânicos é uma ótima opção. É interessante que os degraus dentro a piscina acompanhem essa sinuosidade para deixar o projeto mais suave e harmonioso.

Ao mesmo tempo que esse recurso criativo pode elevar o nível do seu design, ele também pode prejudicar se usado da forma errada. A intenção é que a borda infinita esteja mesclada com o horizonte da paisagem e uma borda com muitas curvas pode prejudicar essa integração e a percepção das pessoas. Portanto, use esse recurso com sabedoria.

Estrutura Resistente

ESTRUTURA-PISCINA

Fonte: Paulo Renato Testa YouTube

As piscinas de concreto armado são as mais aconselhadas para esse tipo de piscina. Apesar de ter uma execução mais demorada, um sistema de impermeabilização menos prático e um valor as vezes mais elevado, esse sistema oferece muito benefícios relacionados a resistência, manutenção a longo prazo e durabilidade.

Cálculos Precisos

Os cálculos estruturais e de volume de água devem ser perfeitos para evitar problemas. Algumas piscinas possuem ainda a borda infinita em vidro, e a pressão da água deve ser considerada na hora de escolher esse material, todo cuidado é pouco.

Para as piscinas que utulizaram o sistema de bombeamento, é necessário manter um volume de água em um reservatório, que nunca pode estar seco. Tudo o que estiver conectado à motobomba, como a calha e os canos devem ter uma vazão adequada ao volume de água utilizado.

Sistema De Retorno

Em uma piscina com borda infinita, a água vai transbordar de uma forma ou outra, seja constantemente ou quando houve movimentação na água. Além de ser um bem extremamente precioso, manter a água em uma piscina não é barato. Por isso, essa água precisa ser captada, purificada e reincorporada à piscina.

As calhas devem ser dimensionadas de acordo com o volume e fluxo de água. Os seixos podem ser instalados não apenas como um recurso estético mas também podem ter a função de reter resíduos sólidos como por exemplo folhas. Investir no sistema de retorno gera um custo a mais, mas os resultados são de alta qualidade.

Terrenos Planos

TERRENOS-PLANOS

Fonte:  Archtrends

Nesse tipo de projeto, ter um declive no terreno pode ser vantajoso. Esse declive vai auxiliar na amplitude da paisagem, cosequentemente melhorando a vista da piscina. Mas não é impossivel construir uma piscina com borda infinita em um terreno plano. Para que isso seja possível, o terreno vai precisar de uma elevação da estrutura para construir um desnível, mas tenha em mente que esse tipo de projeto vai  precisar de um investimento maior.

15 Inspirações De Piscinas Com Bordas Infinitas

Bordas infinitas para o mar:

IMG-1-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA.jpg

IMG-3-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA

IMG-4-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA

IMG-10-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA

IMG-15-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA

IMG-16-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA

Bordas Para a Natureza:

IMG-7-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA.jpg

IMG-2-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA

IMG-6-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA

IMG-8-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA

IMG-9-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA

IMG-12-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA

IMG-11-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA

IMG-13-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA

IMG-18-PISCINA-COM-BORDA-INFINITA

Conclusão

Mas afinal, vale a pena ter piscina em casa? Qual opção escolher? Você viu que existem diversas opções diferentes e a escolha deve ser baseada nas suas necessidades e uso. Atente-se bem na hora de elaborar o Projeto de piscina.

Ter uma piscina em casa é uma ótima opção de lazer e cria um espaço de socialização bem mais agradável.

Claro que ter uma piscina em casa implica em algumas despesas a mais, além disso ela precisa de manutenção constante, normalmente semanal.

Vale analisar o perfil da sua família na hora de decidir para que seja possível aproveitar ao máximo esse recurso. Opções não faltam, seja de sistema construtivo, seja de acabamentos.

Espero que este artigo possa ter te ajudado. Conte para nós o que você achou. Você tem alguma dúvida? Só deixar seu comentário abaixo.

Um abraço, até mais!