Cálculo de Escada: Como fazer um desenho e calcular uma escada em 3 passos?

Você já se perdeu ao calcular o desenho de uma escada? Em um projeto de arquitetura, uma escada mal calculada é problema na certa. O cálculo de escada pode gerar muitas dúvidas nos profissionais da área.

Esse artigo foi produzido pensando em facilitar a vida dos profissionais da área, pois pode ser um processo desgastante se você não souber como calcular o desenho de uma escada corretamente. Mas calma, você está no lugar certo e vai aprender a calcular qualquer escada, independente da sua forma. Confira os tipos de escada, bem como alguns projetos e também como fazer em 3 passos.

7 Tipos de escadas

Antes de falar sobre cálculo de escada, é preciso entender que existem muitos tipos e estilos de escadas para um imóvel, algumas sofisticadas e outras mais simples e, é preciso descobrir qual é ideal para o seu projeto de arquitetura. Por isso, separamos 7 tipos de escadas que vão inspirar você.

Escada em L

cálculo de escada 03

FONTE: https://reformafacil.com.br/

A característica desse modelo é a virada de 90º na altura em que segue para o próximo andar, por isso seu formato lembra uma letra L.

Esse é um dos tipos de escadas mais democráticos, pois funciona bem tanto em espaços menores como em grandes ambientes, sendo assim uma das mais escolhidas como opção.

 Escada em U

cálculo de escada

FONTE: https://archiexpo.com/

Essa escada, que tem o nome com a letra U, funciona em uma linha reta até mudar de direção em 180º. A mudança pode ser feita no começo, no meio ou no fim dos degraus.

Ela leva o nome devido a aparência da escada, que vista de frente lembra a letra U.

Escada reta

cálculo de escada 04

FONTE: https://s2.glbimg.com/

Essa escada é um dos modelos mais comuns e fáceis de identificar, pois ela segue um padrão reto e sem muitos detalhes exorbitantes, a não serem detalhes no corrimão.

O seu próprio nome já diz, ela é construída em uma única direção e funciona bem em ambientes pequenos e médios.

Uma dica importante é que para ela ficar harmoniosa com o espaço, é interessante que o cômodo seja retangular, assim será agradável e deixará o espaço uniforme.

Veja também: Revista de arquitetura: 14 melhores revistas para arquitetos

Escada circular

cálculo de escada 05

FONTE: https://dicasdecor.com/

Iniciando com uma curiosidade, esse tipo de escada é um dos primeiros que surgiu no mundo, estando presente nos castelos medievais e até hoje trazendo um período bem valioso, dos patrimônios antigos e culturais no mundo todo.

A escada circular tem o formato de curva e funciona bem em ambientes maiores, mais largos e com uma estrutura muito alta.

Escada caracol

cálculo de escada 06

FONTE: https://www.escadasjoinville.com.br/

Essa escada caracol também é conhecida com outros nomes, como, helicoidal ou espiral, esse tipo de escada chama a atenção pela sua beleza.

Portanto, assim como a escada circular, ela também é em formato de curva, mas tem uma diferença, a caracol dá volta em si mesma. Ou seja, o ângulo da curvatura é mais fechado, o que dá um visual moderno ao ambiente.

Veja também:  Baixar ABNT NBR 9050 – 2020 Atualizada e Gratuita

Escada em leque

cálculo de escada 07

FONTE: https://www.construdeia.com/

Essa escada é muito utilizada no mercado e costuma ser instalada nos formatos U e L. Como assim? Isto mesmo, a escada em leque pode ter um formato parecido, porém a diferença entre ela e os modelos que vimos até agora está no patamar.

Enquanto as escadas tipo U e L têm um patamar reto, o modelo leque apresenta um “enchimento” nessa parte, que funciona como um degrau a mais.

Tornando-a com um diferencial certamente indiscutível, pois cria um ambiente único.

Escada cascata (plissada)

cálculo de escada 08

FONTE: https://i.pinimg.com/

A escada cascata também tem outros nomes, como escada plissada ou zigue zague, é aquela em que a parte de baixo do degrau acompanha o formato da escada.

Sua principal diferença em relação aos tipos de escada que vimos até agora é somente a estética, já que a parte inferior dos degraus fica totalmente exposta.

Então se torna uma escada muito elaborada e com um designer único, trazendo uma característica, um ar de leveza ao ambiente.

Veja também: Projeto Elétrico Residencial simples ou completo: Como fazer?

Projetos de escadas

cálculo de escada 09

FONTE: https://files.passeidireto.com/

Um projeto de escadas é algo particularmente importante, não é simplesmente colocar uma escada no projeto, isso vai muito além, é preciso detalhar tudo.

Qual será a escolha do modelo, qual será o material e principalmente fazer um orçamento, os preços variam bastante: a mais barata é a de ferro, seguida pela de concreto (na maioria das regiões do Brasil). As de madeira são mais caras.

Então um projeto destinado e separado para as escadas, sem dúvida é essencial.  Pensando nisso, ao projetar uma escada é necessário que:

  • Os degraus sejam todos iguais, pelo menos por cada entre nível;
  • Seja previsto um patamar, no máximo, cada 15 degraus;
  • Os patamares tenham largura não inferior à dos lances;
  • Os lances possuam, possivelmente, eixo reto.

O cálculo de escada pode ajudar a executar esse planejamento com sucesso!

Desenho de Escada

cálculo de escada 10

FONTE: https://i.ytimg.com/

O desenho de uma escada é a parte fundamental do projeto, pois essa criação é o passo inicial para um projeto realístico e fenomenal, ou seja, o desenho de uma escada permite transmitir quais serão os outros passos.

Nesse desenho é possível obter:

  • os degraus;
  • pisos;
  • espelhos;
  • patamares;
  • lances;
  • guarda-corpo;
  • e corrimão.

Tudo isso em conformidade um com o outro. O cálculo de escada é mais uma vez essencial para executar o projeto com maestria.

É claro que tudo isso é possível fazer manualmente, mas com os avanços da tecnologia, os programas vêm ajudando a criar escadas incríveis, com medidas corretas e também com cálculo de escada preciso, usando até mesmo fórmulas.

Veja também: O que é Cálculo Estrutural? Passo a passo e melhor programa

Escada residencial

cálculo de escada 11

A escada residencial permite uma abordagem de acordo com o tamanho da residência, com o gosto do cliente, com o designer proposto, pelo espaço liberado, pelo modelo e tipo de escada, esses são os pré-requisitos para uma escada residencial.

Todavia, a escada residencial tem certa diferença da escada interna, ou da escada de um imóvel comercial. A escada residência tem mais elegância e sofisticação, pois fará parte da casa de forma que preencha a longa vida do imóvel.

Com certeza, ao fazer um projeto e abordar a escada residencial, todos esses quesitos serão listados e também mais outros serão inclusos. E o cálculo de escada nunca pode faltar.

Como fazer uma escada em 3 passos

cálculo de escada 12

1° Passo

O primeiro passo para fazer uma escada, antes de realizar o cálculo de escada, é conhecer os elementos que são:

Veja também:  Gestão de obras: o que é, como gerenciar e dicas de ouro

Piso

É a superfície horizontal aonde pisamos ao subir uma escada. São conhecidos também como degraus da escada;

Espelho

É a superfície vertical entre um piso (degrau) e outro. Aonde batemos com a ponta do nosso pé ao subir uma escada;

Patamar

É a superfície horizontal mais cumprida que os pisos (degraus). Servem como descanso ao subir uma escada que vence uma grande altura. Nem toda escada possui patamar;

Guarda-corpo

É o elemento vertical ao longo das escadas que serve de proteção para as pessoas não caírem da escada;

Corrimão

É um elemento presente no guarda-corpo da escada e serve para as pessoas apoiarem as mãos ao subir ou descer uma escada.

2° Passo

O segundo passo é o cálculo de escada, nele é possível fazer a escada corretamente, evitando erros cruciais, mas é preciso seguir essa ordem.

  1. Aplique a fórmula de Blondel;
  2. Calcule a altura do espelho;
  3. Calcule a quantidade de pisos.

3° Passo

No terceiro passo, após o cálculo de escada, é preciso:

  • se atentar à largura precisa de todos os degraus;
  • também definir as proteções da escada, como: guarda-corpo e corrimão;
  • e, por fim, a capacidade da escada, com o peso que ela pode suportar.

Sim, tudo isso é necessário para criar uma escada.

Veja também: Diferença entre Arquiteto e Designer: Entenda melhor

Como calcular uma escada com a Fórmula de Blondel

cálculo de escada 13

FONTE: https://i.ytimg.com/

Considerada como a 1ª etapa do cálculo de escada, a do conforto, criada pelo matemático e arquiteto Nicolas François Blondel que descobriu que o passo humano varia entre 63 cm e 64 cm em caminhada normal.

Todavia, ao subir escadas, a marcha diminui segundo a altura do degrau: a cada 1 cm que o piso ganha, o passo diminui 2 cm.

Sendo assim, para o cálculo de escada, Blondel concluiu que o esforço de subir uma escada deve ser equivalente ao passo em caminhada normal. Isso permitiu que ele chegasse ao dimensionamento ideal da escada, ou seja, ao conforto de uma escada.

Ou seja, a fórmula de Blondel estabelece a relação perfeita entre:

  • a profundidade do piso;
  • a altura do espelho;
  • e o passo.

Resultando em uma fórmula. A fórmula do cálculo de Blondel de escada é a seguinte:

63 cm ≤ 2E + P ≤ 64 cm

Sendo que:

E = espelho
P = Piso

Isto é, o cálculo lê-se:

A soma de 2 espelhos mais a de 1 piso (2E + P) deve ser maior ou igual a 63cm e menor ou igual a 64cm.

Exemplo:

Uma escada tem espelho de 18 cm. Qual será a altura do piso?
A fim de cálculo, a Fórmula de Blondel é simplificada para 2E + P = 64 cm.

Assim:

2E + P = 64
(2 × 18) + P = 64
36 + P = 64
P = 64 – 36 = 28

Logo, o piso terá 28 cm.

Medidas de escada

Contudo, devemos levar em consideração as exigências do Corpo de Bombeiros e a ABNT NBR 9050.
As exigências são:

O piso de uma escada comum deve ser maior ou igual a 25 cm. Em alguns estados no mínimo 28 cm. O espelho tem uma altura entre 16 cm a 18 cm.

Os números exatos das medidas para o cálculo de escada dependem da localidade, por isso consulte a instrução técnica do Corpo de Bombeiros do seu estado.

Veja também: Escala Arquitetura: como calcular escala de desenho técnico?

Altura degrau escada: qual a ideal?

Altura entre os degraus (espelho é de 15,5 e 19 cm).

Conforme a norma brasileira de acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos estabelece que: O Piso deve variar entre 28 cm e 32 cm e o Espelho precisa ter entre 16 cm e 18 cm.

Como calcular a altura do espelho?

cálculo de escada 14

FONTE: https://images.adsttc.com/

Seguindo com o cálculo de escada, é necessário calcular a altura do espelho. Então calcula-se primeiro a altura do espelho, usando a medida mínima exigida de 28 cm para a largura do piso.

Veja também:  Projeto Hidrossanitário: Como fazer e 10 dicas de boas práticas

Quantos degraus tem uma escada 3 metros de altura (H = 300 cm), em uma escada com piso de 30 cm de largura?

Segue também mais três perguntas:

Primeira pergunta: Qual o tamanho do espelho?
Segunda pergunta: Qual o número de espelhos?
Terceira pergunta: Qual o número de pisos?

Se sua resposta chegar aos valores de: 1. 16,66cm – 2. 18 espelhos – 3. 17 pisos. Parabéns, você acertou!

Na fórmula de Blondel:

2E + P = 64 cm
2E + 28 = 64
2E  = 64 – 28
2E = 36
E= 36 ÷ 2
E = 18 cm

Feito isso, a partir do cálculo de escada anterior você definiu 18 cm como o espelho dos degraus de sua escada, isso é, a altura de cada degrau.

Veja também: Projeto de piscina: tipos, revestimentos e como fazer [7 DICAS]

Como calcular a quantidade de pisos?

cálculo de escada 15

FONTE: https://44arquitetura.com.br/

Vamos calcular a quantidade de pisos necessários para uma escada, e para isso é preciso também fazer o cálculo de escada corretamente.

Sendo assim, começamos calculando o número de espelhos, o cálculo de pisos por m² vem depois.

Se a altura entre o pavimento inferior e o superior for de, digamos 270 cm (2,7m), fica fácil achar o número de espelhos necessários para sua escada ficar confortável, segura e dentro das normas.

Sabendo disso, é só dividir a altura total (H) pela altura dos degraus (Espelhos = E), que definimos como 18 cm, assim:

  • Número de espelhos = H / E
  • Número de espelhos = 270 ÷ 18
  • Número de espelhos = 15

Afinal, como calcular a quantidade de pisos em uma escada? O número de espelhos é igual ao número de pisos? Não!
Se concluirmos que precisamos de 15 espelhos, o número de pisos será de E – 1, portanto, igual a 14!
Portanto, o número de pisos é sempre uma unidade menor que o número de espelhos. Tenha isso em mente ao fazer o cálculo de escada.

Veja também: Desenho arquitetônico: o que é, normas e principais softwares

Conclusão

O cálculo de escada é algo superimportante para projetar e criar grandes escadas, sem ele é impossível chegar a perfeição. Então é preciso estar decidido a entender, e, saber desenvolver todos os passos para a criação de uma escada.

O que achou do artigo? Compartilhe com seus amigos. Qualquer dúvida, não hesite em deixar um comentário e se quiser aprender mais sobre outros assuntos, visite o nosso blog.

Abraço e até mais.

Quer aprender mais?
Aprenda a desenhar, fazer modelagem 2D / 3D e a renderizar projetos de arquitetura.

Faça o Curso de AutoCAD e Sketchup online