Áreas de atuação do arquiteto para explorar

Você sabe quais são as áreas de atuação do Arquiteto? Nesse artigo vamos abordar um pouco sobre 14 áreas para que você que está apenas se formando ou que está pensando em fazer o curso de arquitetura possa definir qual caminho seguir.

O que faz um arquiteto?

Mas afinal, o que faz um arquiteto?

De forma bem resumida, ele é o profissional que planeja e cria ambientes levando em consideração aspectos como funcionalidade, iluminação e estética, obtendo soluções de forma que aproveite melhor o espaço e a experiência de quem irá utilizá-lo.

áreas de atuação do arquiteto

Áreas de atuação do arquiteto: Confira estas 14

Sendo uma profissão com muitas especializações, na Arquitetura o leque de atuação acaba sendo ampliado. Separamos uma lista de áreas de atuação com diferentes segmentos. Confira:

1. Urbanismo

áreas de atuação do arquiteto

Urbanismo é uma vertente cada vez mais importante da arquitetura e a maioria dos cursos de formação, no Brasil, consiste em arquitetura e urbanismo.

Esta área de atuação do arquiteto se encaixa na criação de projetos de planejamento de uma região, bairro, cidade, assim como de áreas livres e da criação do layout de conjuntos habitacionais.

Com o crescimento populacional e da necessidade de espaço para moradia, trabalho e bem estar nos grandes centros, o aproveitamento da área útil é parte crucial da arquitetura e faz uma enorme diferença em qualquer projeto.

2. Decoração de Interiores

áreas de atuação do arquiteto

Com o dia a dia das pessoas a cada dia mais corrido, a necessidade de ajuda e apoio de um profissional capacitado e que esteja disponível para projetar e executar projetos nos interiores de residências e escritórios é a cada dia maior.

O bom uso do espaço, a qualidade dos materiais, o acabamento e execução a obra são tarefas do cotidiano de um arquiteto e que são necessárias na decoração de interiores.

3. Paisagismo

áreas de atuação do arquiteto

O paisagista trabalha na criação e de concepção de projetos em dos espaços abertos, como por exemplo, jardins e praças.

Veja também:  Revit: o que é, como usar o programa e principais vantagens

Um profissional de paisagismo pode também efetuar o projeto de fachadas e jardins residenciais ou de áreas particulares. Quem trabalha com projeto de paisagismo precisa ter uma grande preocupação a composição estética da paisagem e da arquitetura como um todo.

4. Comunicação Visual: Design Gráfico

áreas de atuação do arquiteto

Esta é uma das áreas de atuação do arquiteto que poucos formados seguem, mas que pode abrir um novo legue de possibilidades para o arquiteto.

O profissional que trabalha com a criação da identidade de uma empresa e também de um produto, podendo também lidar com desenho industrial, cinema e cenografia. Isto tudo além da diagramação de revistas, jornais e catálogos.

Que precisam de senso estético e precisão. Coisas que alguém formado em arquitetura tem e muito.

5. Restauração

áreas de atuação do arquiteto

A restauração trata-se da recuperação de construções antigas ou deterioradas e, sinceramente, para mim é uma das áreas de atuação do arquiteto que mais me fascinam.

Quem trabalha nesse ramo deve possuir técnicas e conhecimentos em restauro, visando sempre manter a integridade total e as características originais da edificação.

Além de técnicas de construção e reparo, é necessário um cuidado especial com a manutenção de certos detalhes, o que torna todo o processo mais lento e exige muito mais cuidado.

6. Luminotécnica

áreas de atuação do arquiteto

A Luminotécnica é voltada especificamente para projetos de iluminação de ambientes, pequenos ou grandes, sejam eles interiores ou exteriores. O ponto forte de quem trabalha com luminotécnica são os eventos, a arquitetura de luz, é um dos principais meios para decorar eventos ao ar livre como casamentos e convenções.

Nesse ramo de atuação, o arquiteto será responsável em par o projeto para acontecer. Ele acompanha e administra toda obra, de forma que tudo saia conforme proposto no projeto, além de ser responsável pela execução e pela manutenção durante todo o evento, e por garantir que tudo funciona perfeitamente e ocorra sem percalços.

7. Criação de projetos 3D

áreas de atuação do arquiteto

Os profissionais que atuam nessa área são normalmente pessoas especializadas em modelagem 3D, renderização, iluminação ou pós-produção.

Desenhar um projeto pode ser muito trabalhoso e um projeto renderizado pode ser criado para imitar uma fotografia, esse pode ser o diferencial necessário para conquistar um cliente, ou pode ser um executivo, com detalhes minuciosos do projeto específicos para facilitar desde o andamento da obra à compra de materiais.

Atualmente existem diversos softwares de renderização, os mais usados são o Vray e o Lumion, quando bem usado é capaz de imitar fielmente a realidade, desde iluminação até a textura dos tecidos.

Veja também:  Gestão de obras: o que é, como gerenciar e dicas de ouro

8. Tecnologia da Construção

Essa área é destinada para pesquisar todos os materiais e as técnicas para a aplicação na obra. A Tecnologia da Construção é responsável pela economia de tempo, assim como a redução de gastos, e claro, de materiais, além de possíveis gastos posteriores ao término da obra.

áreas de atuação do arquiteto

9. Acompanhamento e Administração de Obra

No acompanhamento e administração de obra, o arquiteto será responsável pela execução desse projeto. Ele supervisiona e administra toda obra ou partes dela, de forma que tudo saia conforme prescrito no projeto.

áreas de atuação do arquiteto

10. Desenho de Mobiliário

Nesse ramo de atuação, aqueles que têm uma quedinha pelo design, ou realmente gostam dessa área de desenho, essa é uma boa área.

O profissional que escolhe ela pode ser o responsável tanto pela criação dos objetos e dos mobiliários, quanto pelo atendimento dos compradores, criando novas tendências para a arquitetura de interiores.

áreas de atuação do arquiteto

11. BIM

BIM (Building Information Modeling) se relaciona com diversos setores, desde a modelagem, com a consultoria, com o desenvolvimento de softwares, gerenciamento de cargos de gestão e produção de pesquisa.

O especialista enfrenta uma demanda cada vez maior a cada ano, pois a indústria e o mercado precisam incluir novas tecnologias, como modelos de representação 3D e outras soluções virtuais no processo de design.

A utilização do BIM, nesses casos, permite estimar custos e produzir documentos de construção, o que auxilia na tomada de decisões relativas à área. Além disso, a modelagem paramétrica é cada vez mais utilizada nesses projetos BIM.

áreas de atuação do arquiteto

12. Social Media Designer

Começando com uma frase apropriada para essa área que é “quem não é visto não é lembrado”, na arquitetura o visual é uma coluna para o sucesso, o arquiteto ou o escritório de arquitetura precisam de um destaque, que hoje é obtido mais por meio dos meios digitais.

É preciso ter todas as informações em uma vitrine, que torna o arquiteto relevante em seu meio. Ter alguém que cuida do marketing ajuda a sintonizar as expectativas dos clientes com o profissional ou a empresa. Utilizar as plataformas adequadas pode gerar engajamento e conquistar seguidores.

Delegar essa função também é uma boa solução para que os responsáveis pela criação de projetos mantenham o foco em suas atividades. Melhor ainda é ter alguém que entenda tanto de avanço tecnológico e arquitetura.

13. Projeção Digital

Se você quer atuar nessa área, é importante ser capaz de lidar com um conjunto de complexas tarefas relacionadas à prototipagem no escritório.

Com a utilização da impressora 3D como uma ferramenta de design, a demanda por pessoas que possuem técnicas criativas na fabricação digital tem aumentado cada vez mais.

Veja também:  Como Precificar Serviços e Projetos de Arquitetura? 7 Formas

áreas de atuação do arquiteto

14. Designer Gráfico de Animação

Geralmente, inúmeros escritórios de arquitetura utilizam além das renderizações, diversos tipos de animações e de vídeos promocionais para alcançar seus clientes.

Proporcionando novas experiências e permitindo a imersão nos espaços e nas intervenções urbanas, esses vídeos trazem uma criação claramente atual.

O profissional que opta pela área precisa ter domínio em softwares, assim como de edição de vídeos e animações em 3D.

Curiosidades

É possível esclarecermos algumas perguntas importantes no nosso ramo:

Onde o Arquiteto pode trabalhar?

O arquiteto pode na área acadêmica, ensinando e formando alunos, no setor público onde pode ajudar a população da região que atua e também no setor privado, ali você pode atuar como autônomo abrindo seu próprio escritório ou buscando emprego em escritórios renomados ou construtoras.

Contudo é claro que ainda tem muitas possibilidades de trabalho, inclusive as já citadas em todo esse artigo.

Qual a área da arquitetura que ganha mais?

A área que mais paga na Arquitetura é relativa à sua experiência e área de atuação, você pode cobrar por horas trabalhadas ou por m² do projeto.

Quanto ganha um profissional da arquitetura?

No Brasil, o salário médio de Arquitetura é de R$ 4.378, de acordo com o Guia de Profissões e Salários da Catho. Os maiores e os menores valores pagos aos profissionais da área são:

  • Mínimo: R$ 2.659;
  • Máximo: R$ 6.830.

Conclusão

Você já conhecia todas essas áreas de atuação do Arquiteto? É claro que ainda tem muitas áreas que não foram listadas, com certeza a arquitetura proporciona incríveis formas de trabalho.

Agora é só escolher qual área de atuação mais combina com você e se preparar para uma carreira de muito trabalho e sucesso. Conte para nós o que achou. Deixe o seu comentário abaixo.